Notícias » Mundo

Vídeo: Por que falamos tanto da posição em que Napoleão perdeu a guerra?

Para especialistas, existem algumas teorias — ainda que não confirmadas — que justificam essa correlação. Entenda!

Redação Publicado em 23/01/2022, às 08h00 - Atualizado às 20h11

Representação de Napoleão Bonaparte
Representação de Napoleão Bonaparte - Domínio Público/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Herdeiro de uma longa linhagem de nobres italianos, Napoleão Bonaparte nasceu no dia 15 de agosto de 1769, em Ajaccio, na ilha francesa de Córsega. Orgulhoso de sua descendência, o menino ingressou, em 1784, na Escola Real Militar de Paris.

Aos 16 anos, o jovem, que detinha um pensamento bastante estratégico, já era subtenente de artilharia. Anos mais tarde, durante a Revolução Francesa, ascendeu politicamente até que, em 1799, deu o Golpe de 18 Brumário e foi declarado Cônsul.

Logo em seguida, já no posto de Imperador, Napoleão transformou a França em um grande império, dominou quase toda a Europa e apoiou o projeto burguês em detrimento da aristocracia. Tudo isso antes de ser derrotado em Waterloo, em 1815.

Conhecido por suas conquistas e seu vasto conhecimento em batalha, Napoleão é um grande personagem histórico. Mas, afinal, o que ele tem a ver com a expressão mesmo tanto tempo depois de sua morte?

Entenda qual a relação entre Napoleão Bonaparte e a curiosa expressão no episódio de hoje do Aventuras em 1 minuto! Confira o vídeo completo abaixo: