Notícias » Ditadura

Artista brasileiro cria ilustrações baseadas em relatos de vítimas da ditadura brasileira

Como forma de denúncia, Gustavo Berocan Veiga se baseou nos relatos entregues à CNV para ilustrar os horrores cometidos pela ditadura

Jânio de Oliveira Freime Publicado em 16/05/2019, às 14h00

Ilustrações de torturados e sequestrados da Ditadura
Ilustrações de torturados e sequestrados da Ditadura - Divulgação

 

O artista brasileiro Gustavo B. Veiga lançou uma série de ilustrações num dossiê batizado de “ABC da Ditadura”, que recupera as memórias das vítimas, alvos de perseguição e tortura, durante o regime militar (1964-1985) a partir dos relatórios compilados pela Comissão Nacional da Verdade.

O ABC representa 36 perseguidos da época / Crédito: Divulgação

 

A obra é parte de um projeto gráfico chamado #36daysoftipes, que convoca artistas plásticos a compartilharem “listas” com 36 ilustrações em correlação as 36 letras do alfabeto. A maioria das imagens remete a letra da inicial do nome de cada vítima.

 

Cada ilustração carrega uma história de perseguição / Crédito: Divulgação

 

Viega explicou que o projeto tem como objetivo se contrapor ao revisionismo histórico do atual presidente brasileiro Jair Bolsonaro, como uma forma de reduzir os danos casados pela ora negação, ora celebração dos crimes de Estado realizados pelos militares em 1964.

 

Além das cores, os números elencam formas tradicionais de tortura / Crédito: Divulgação

 

O projeto vai à confluência com a ideia de que devemos combater e estudar o período, como forma de denuncia dos abusos da época. Também se mostra importante divulgar para que as pessoas conheçam e confiem no trabalho da Comissão Nacional da Verdade.

 

Animais eram usados como forma de tortura / Crédito: Divulgação

 

Berocan Veiga declarou que pretende traduzir o trabalho para uma obra física. Assim será possível que as ilustrações saiam das telas e sejam acessíveis.