Notícias » Brasil

Alckmin oficializa filiação ao PSB para integrar chapa com Lula

Ex-governador de São Paulo deverá ser vice na candidatura do ex-presidente petista após passar 33 anos no PSDB

Redação Publicado em 23/03/2022, às 12h42

Fotografia de Alckmin em meados de 2015
Fotografia de Alckmin em meados de 2015 - Bruno Santos/ A2 Fotografia/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

O ex-governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin oficializou sua filiação ao PSB nesta quarta-feira, 23, em Brasília, depois de deixar o PSDB após 33 anos integrando a legenda.

A filiação ocorre para que o ex-tucano integre a chapa à presidência da República nas eleições deste ano do ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva, na candidatura para vice-presidente.

A expectativa da parceria é que Alckmin, associado a uma política de centro-direita, possa alcançar um público maior a Lula, conquistando setores econômicos que ainda resistem à volta do partido à presidência.

De acordo com o jornal O Globo, o ex-governador, no entanto, ainda não foi indicado pelas instâncias partidárias do PT, visto que ainda há relutância em seu nome para integrar a chapa de Lula, cuja opinião deve prevalecer.

A pré-candidatura do petista deverá ter seu lançamento em 30 de abril na cidade de São Paulo, mas o PSB já deve formalizar a indicação de Alckmin ao cargo nas próximas semanas, seguida de um encontro nacional com delegados organizado pelo PT para a aprovação da escolha.

Segundo Lula, o ex-tucano deverá ocupar o cargo de confiança não de forma decorativa, mas sim ativamente, tomando decisões sobre a campanha, programa de governo e eventuais decisões de poder caso sejam eleitos.