Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Eutanásia

Após ataques, cidade do Chile quer impor eutanásia a cães de rua

Diversas pessoas foram atacadas por cães recentemente no local, incluindo uma brasileira, que ficou entre a vida e a morte

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 10/01/2024, às 07h56

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa - Imagem de Rajesh Balouria por Pixabay
Imagem ilustrativa - Imagem de Rajesh Balouria por Pixabay

Após uma série de ataques protagonizados por cachorros de rua em San Pedro de Atacama, no Chile, a prefeitura da cidade está propondo a implementação da eutanásia como medida para controlar a população canina.

A administração municipal apresentou uma petição ao Ministério da Saúde solicitando a autorização para realizar a eutanásia, na qual citou ao menos três casos de moradores gravemente feridos após serem atacados pelos animais, incluindo a brasileira Clara de Oliveira — que esteve entre a vida e a morte após ser alvo de uma matilha— e uma jovem chilena que acabou não sobrevivendo.

Embora o município não tenha divulgado o número exato de animais a serem sacrificados, a gestão informou que a cidade abriga um total de 4.500 animais, entre domésticos e os que vivem nas ruas. De acordo com o portal de notícias UOL, até o momento, pelo menos cinco cães foram submetidos à eutanásia.

Críticas

A proposta gerou intensa crítica, com centenas de internautas expressando repúdio à ideia de sacrificar os animais no perfil da prefeitura no Instagram.

Muitos argumentam que a responsabilidade pelos cães em situação de rua recai sobre os donos que os abandonam, e não sobre os próprios animais. Até agora, a administração municipal não se pronunciou em relação às críticas recebidas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!