Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Templo

Arqueólogos encontram maior templo de culto imperial conhecido

Datada do século 4 d. C., a construção oferece novas perspectivas sobre a transição social dos deuses pagãos para o cristianismo no Império Romano

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 08/01/2024, às 11h24

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Estrutura foi encontrada na Itália - Divulgação/Universidade de Saint Louis
Estrutura foi encontrada na Itália - Divulgação/Universidade de Saint Louis

Escavações realizadas na comuna italiana de Spello, inicialmente habitada pelos Umbri e posteriormente transformada em colônia romana no 1º século a.C., revelaram uma rica história que se estende até o período do imperador Constantino, o Grande, que a renomeou como Flávia Constante.

A reescrita de uma carta datada do século 4 d.C., atribuída a Constantino, descreve como os habitantes da cidade de Flávia Constante receberam um feriado religioso, condicionado à construção de um templo dedicado aos antepassados divinos do imperador.

As escavações no local desse templo revelaram uma impressionante estrutura com três grandes paredes que remontam ao reinado de Constantino, sendo considerado o maior templo de culto imperial já encontrado. De acordo com o portal Heritage Daily, essa descoberta oferece novas perspectivas sobre a transição social dos deuses pagãos para o cristianismo no interior do Império Romano.

Importância da descoberta

O professor Douglas Boin, da Universidade de Saint Louis, destacou que a construção data do século IV d.C. Segundo ele, a descoberta "ajudará significativamente na compreensão da cidade antiga, da paisagem urbana e da sociedade da cidade no Império Romano posterior, porque mostra as continuidades entre o mundo pagão clássico e o mundo romano cristão primitivo que muitas vezes são borradas ou escritas a partir das narrativas históricas abrangentes."

"Houve uma notável continuidade religiosa entre o mundo romano e o mundo cristão primitivo", disse o especialista, que aponta que "as coisas não mudaram da noite para o dia."

"Antes de nossa descoberta, nunca tivemos a sensação de que havia locais físicos e religiosos reais associados a essa 'prática de culto imperial' tardia. Mas por causa da inscrição e sua referência a um templo, Spello oferece um potencial muito tentador para uma grande descoberta de um culto imperial sob um governante cristão", acrescentou Boin.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!