Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram uma grande necrópole antiga na França

Com indícios de cerca de 150 enterros, o assentamento data dos séculos 3 a 5 d.C. e conta com estruturas raras bem preservadas

Pamela Malva Publicado em 30/06/2020, às 14h00

Um dos mausoléus de pedra encontrados pela equipe do Inrap
Um dos mausoléus de pedra encontrados pela equipe do Inrap - Divulgação/Inrap

Durante importantes escavações em Autun, uma comuna na França, um grupo de arqueólgos do Inrap descobriu uma enorme necrópole paleocristã antiga. Utilizado entre os séculos 3 e 5 d.C., o assentamento fica próximo à igreja Saint-Pierre-l'Estrier.

Além dos monumentos funerários registrados pelos arqueólogos, como alguns sarcófagos de mármore, o Inrap tamém encontrou indícios de cerca de 150 enterros. Acredita-se, inclusive, que um dos fósseis pertence à Amator, o primeiro bispo de Autun.

Dois dos diversos fósseis encontrados pela equipe / Crédito: Divulgação/Inrap

 

Segundo os arqueólogos, muitas das estruturas da necrópole lembram práticas funerárias comuns no Alto Império. Nesse sentido, os cientistas identificaram sarcófagos de arenito e inúmeros caixões feitos de madeira ou de chumbo.

Um caixão de chumbo contendo um crânio e diversos ossos / Crédito: Divulgação/Inrap

 

Dentro de um sarcófago de pedra, por exemplo, a equipe de escavações descobriu um caixão com cerca de 1,5 mil anos. Ele ainda não foi aberto, mas acredita-se que pode revelar restos mortais bem preservados, além de roupas e outros elementos raros, provavelmente enterrados como um tipo de oferenda.