Notícias » Inglaterra

Arqueólogos podem ter identificado a tumba de um Asterix da vida real

O sepultamento foi encontrado durante obras no sul da Inglaterra. Pesquisadores indicam que guerreiro gaulês fugiu do exército de Júlio César

Redação Publicado em 23/07/2019, às 11h00

None
- Reprodução

Em um canteiro de obras de West Sussex, na Inglaterra, foi identificado um túmulo ornamentado que pertenceu a um Asterix da vida real. O guerreiro foi sepultado com uma espada e um capacete, indicando posição de prestígio em sua sociedade. Além disso, os pesquisadores envolvidos na descobertas indicam que ele era um refugiado francês fugido do exército de César por volta de 50 a.C. 

Associa-se a descoberta a Asterix a partir da ideia de que o personagem dos quadrinhos franceses de Albert Uderzo e René Goscinny, era um guerreiro baixinho, porém destemido, da Gália, durante as guerras de resistência à ocupação romana da Bretanha. 

Espada encontrada / Crédito: Divulgação

 

A sepultura foi encontrada ainda em 2008, durante a construção de um conjunto habitacional, no entanto, somente neste ano o material foi catalogado, analisado e preparado para exibição - que estreia em 2020 no museu Novium, em Chichester. 

"Provavelmente nunca saberemos seu nome, o que sabemos é que ele era alguém do leste da Inglaterra que pode ter lutado com os gauleses, o que sabemos que era um problema para César, já que eles eram aliados dos franceses", explica Melanie Giles, professora de arqueologia da Universidade de Manchester em comunicado.

O item de maior destaque da descoberta foi o elmo de crista única feito de bronze, decorado com pelos e plumas e polido para brilhar. Junto ao capacete, foi encontrada uma espada que teria sido esquentada e entortada ao redor da outra peça como forma de desativar seu uso e encaminhá-la para o pós-morte. A tumba indica um alto status.