Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Atirador que matou 10 pessoas nos Estados Unidos transmitiu o atentado ao vivo

Episódio ocorreu em mercado de Buffalo, nos EUA

Redação Publicado em 15/05/2022, às 15h24

Registro do estabelecimento alvo do ataque - Getty Images
Registro do estabelecimento alvo do ataque - Getty Images

Nos Estados Unidos, um atirador de 18 anos foi responsável por matar 10 pessoas e deixar outras três feridas após um atentado feito num mercado localizado em Buffalo. O rapaz foi identificado como Payton S. Gendron e agora é investigado por 'crime de ódio' e 'violência de extremismo racista', conforme repercutido pela Veja. 

Outro fato chocante do episódio ocorrido no último sábado, 14, é que o atirador transmitiu o crime através de uma famosa plataforma de transmissão de jogos, a Twitch.

A CNN, conforme repercutido pela Veja, teve acesso a parte da transmissão feita pelo homem que agora é investigado. A gravação, do seu ponto de vista, o mostra entrando no estacionamento do estabelecimento.

Em seguida, o espelho do retrovisor revela seu rosto enquanto fala 'Apenas tenho que ir em frente' e para na frente do mercado palco dos brutais crimes. Durante o ato, o responsável atirou em 11 vítimas negras e duas vítimas brancas.

O local alvo do atentado /Crédito: Getty Images

O que diz a Twitch?

Após a divulgação da transmissão, a Twitch confirmou que o atentado fora transmitido e enfatizou que a transmissão foi removida em menos de um minuto. A companhia também se disse 'devastada' com o ato e que vai tomar medidas para que a gravação não seja distribuida.

“O usuário foi suspenso indefinidamente de nosso serviço e estamos tomando todas as medidas apropriadas, incluindo o monitoramento de quaisquer contas que retransmitam esse conteúdo”, explica a nota da Twitch.

O crime

Joseph Gramaglia, que atualmente atua como comissário de polícia da cidade, relembrou como se deu a ação do atirador. Ele explica que ele, inicialmente, baleou quatro pessoas do lado de fora da loja, como consequência, três faleceram.

Ao entrar no estabelecimento, ele se deparou com Aaron Salter, segurança do mercado e policial aposentado. O mesmo acabou por disparar várias vezes contra o atirador, todavia, uma bala apenas atingiu a armadura blindada que ele vestia naquele momento. 

Em seguida, Gramaglia diz que o atirador matou o segurança, e saiu pela loja mirando as outras vítimas do brutal ataque. O criminoso fora abordado pela polícia, que o confrontou. Ele chegou a colocar o rifle no pescoço, contudo, desistiu ao ser abordado por autoridades.