Notícias » Bizarro

'Autópsia' de alien é leiloada com lance inicial de R$ 5 milhões nos EUA

A fotografia, amplamente debatida por entusiastas, será disponibilizada via NFT e foi obtida com um cinegrafista militar aposentado

Wallacy Ferrari Publicado em 02/06/2021, às 09h56

Cópia da famosa fotografia
Cópia da famosa fotografia - Divulgação / Rarible

Uma famosa imagem constantemente ligada ao famoso caso de Roswell, no estado de Novo México, EUA, será leiloada em plataforma NFT, como informa o portal UOL. A nota acrescenta o impressionante valor inicial para obter a cópia digital autenticada da obra: US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 5,1 milhões na cotação atual).

A criação da imagem é datada de 1947 e estampa o que seria o cadáver de um extraterrestre deitado em uma mesa de cirurgia, dando a entender que a criatura passou por uma autópsia. 

A plataforma Rarible, que organizará o leilão, divulgou um depoimento do atual proprietário da imagem, o produtor britânico Ray Santili, que enalteceu a importância cultural da obra: “Um documentário da Fox investigando o rolo de filme (da autópsia) atraiu dezenas de milhões de espectadores e essas imagens foram mencionadas até mesmo em episódios de Arquivo X e Seinfeld”.

Santili afirmou que obteve o rolo de filme de 16 mm com a suposta autópsia em 1992, quando comprou o conteúdo de um cinegrafista militar norte-americano aposentado.

O que é NFT?

A sigla de non-fungible token ("token não fungível", em tradução livre) representa uma modalidade que permite criptografar um arquivo digital de qualquer tipo, como imagens, fotos, vídeos e músicas em seus arquivos originais, e permitir que exista "itens autênticos", ou seja, únicos no mundo, como se fossem uma só unidade de uma obra de arte.

Qualquer cópia sem a codificação NFT se trataria de uma cópia não autenticada, como um produto pirata ou, simplesmente, uma réplica, podendo gerar valor aos arquivos originais de um item digital. Diferente das criptomoedas, no entanto, os NFTs não são cambiáveis, visto que qualquer tramitação posterior da peça, resultará na alteração de seus dados.

Apesar disso, se os compradores quiserem gerar lucro com a peça adquirida, como um desenho gráfico ou um meme em vídeo, passam a ter o direito livre de seu uso; além de poder requisitar sua retirada em usos comerciais.