Notícias » Ucrânia

Avião cai na Ucrânia e deixa, pelo menos, 22 mortos

A maioria das vítimas eram cadetes que participavam de um treinamento

Caio Tortamano Publicado em 26/09/2020, às 09h25

Destroços do avião pegando fogo
Destroços do avião pegando fogo - Divulgação - Twitter

A queda de um avião militar deixou 22 mortos ontem, 25, ao leste da Ucrânia. O Ministério do Interior anunciou a tragédia que atingiu os militares, maioria cadetes, e afirmou que além dos mortos outros dois militares ficaram gravemente feridos e mais quatro estão desaparecidos.

Autoridades divulgaram nas redes sociais imagens do avião do modelo Antonov An-26, destruído e incendiado, que levava 28 pessoas originalmente, sendo 21 cadetes e mais sete tripulantes. O presidente, Volodomyr Zelenski, expressou suas condolências na página do Facebook, e ordenou a “criação de uma comissão governamental urgente para esclarecer as circunstâncias e as causas da tragédia”.

Conforme noticiado pelo portal UOL, a Força Aérea comunicou que se tratava do transporte de cadetes do Instituto da Força Aérea Ucraniana em Jarkiv. Tudo corria bem até o momento do pouso, que foi realizado a dois quilômetros do aeroporto militar de Chugev (destino original desse avião) quando a aeronave caiu e pegou fogo.

A Ucrânia tem um histórico trágico com quedas de voos militares de treinamento, colecionado inúmeros casos recentes que resultaram na morte de membros do exército e civis. O Antonov, especificamente, é um tipo de avião criado durante o período de controle soviético sobre os ucranianos.