Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Bolsonaro classifica Putin como 'amigo': 'Compartilhamos valores'

Os líderes se encontraram nesta quarta-feira, 16, em Moscou

Pamela Malva Publicado em 16/02/2022, às 21h00

Fotografias de Vladimir Putin e Jair Bolsonaro - Getty Images
Fotografias de Vladimir Putin e Jair Bolsonaro - Getty Images

Nesta quarta-feira, 16, após encontrar-se com Vladimir Putin em Moscou, na Rússia, Jair Bolsonaro referiu-se ao presidente russo como um ‘amigo’. Segundo o UOL, o líder brasileiro ainda afirmou que ambos compartilharam "valores comuns”.

Logo depois de participar de uma cerimônia em homenagem aos soldados soviéticos mortos durante a Segunda Guerra Mundial, Bolsonaro foi recebido por Putin no Kremlin, a sede do governo russo. Por lá, os dois líderes tiveram uma conversa rápida antes de um almoço entre autoridades russas e a delegação brasileira.

Compartilhamos de valores comuns, como a crença em Deus e a defesa da família”, afirmou Bolsonaro, então, após o encontro. “Também somos solidários a todos aqueles países que querem e se empenham pela paz."

Conforme informações do UOL, Bolsonaro ainda pontuou que Putin já prestou apoio ao Brasil "de forma muito especial" quando, de acordo com o presidente, “alguns países [europeus] questionaram a Amazônia como patrimônio da humanidade".

Ainda mais, é importante pontuar que a visita de Jair Bolsonaro à Rússia ocorreu em meio às tensões entre o país de Putin e a Ucrânia. O presidente brasileiro, inclusive, foi criticado por não cancelar a viagem, apesar de ir contra o posicionamento de grandes nações ocidentais que desejam que o líder russo encerre a crise com o país vizinho.

Nesse sentido, ainda após o almoço oficial, Bolsonaro chegou a afirmar que “o mundo é a nossa casa, e Deus está acima de todos nós”. “Pregamos a paz e respeitamos todos aqueles que agem dessa maneira, afinal de contas, esse é o interesse de todos nós: paz para o mundo”, narrou o presidente brasileiro, por fim.