Notícias » Crimes

Boxeador olímpico se entrega ao FBI após suspeita de assassinar amante grávida

As investigações apontam que a jovem foi sedada, amarrada em um bloco, atirada de uma ponte e, por fim, foi baleada no solo

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 03/05/2021, às 13h00

Felix durante evento de luta
Felix durante evento de luta - Getty Images

O boxeador porto-riquenho Felix Verdejo, que representou seu país-natal nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, se entregou à polícia após ter sido avaliado como suspeito da morte de sua amante grávida, cujo corpo foi encontrado em uma lagoa em San Juan, como informa o portal UOL.

A acusação de assassinato e sequestro seguidos de ocultação de cadáver aponta que Keishla Rodrigues, 27, pode ter tido o corpo atirado de uma ponte após ter uma seringa com uma substância não identificada injetada a força no seu corpo, além de ter sido amarrada em um bloco durante a queda.

Por fim, o boxeador ainda é suspeito de ter dado um tiro no corpo da companheira após a queda. Todas as evidências foram recolhidas e a denúncia foi apresentada pelo FBI, que relacionou o caso extraconjugal de Verdejo com as provas encontradas no local.

Em reportagem, o jornal norte-americano New York Post apontou que Rodrigues era amante do atleta desde a adolescência, perdurando após o seu casamento. Agora, as autoridades buscam por possíveis cúmplices pelo rapto e por auxiliar na suposta execução – visto que durante a semana, a polícia encontrou novos registros de digitais em itens da vítima.