Notícias » Personagem

Caso Floyd: Condenado pode mudar declaração de inocência

O ex-policial foi condenado a 22 anos e meio de prisão pelo assassinato de George Floyd

Redação Publicado em 14/12/2021, às 08h22

Derek Chauvin
Derek Chauvin - Getty Images

Derek Chauvin, o ex-policial condenado a 22 anos e meio de prisão pela morte de George Floyd, em maio de 2020, no estado de Minnesota, nos EUA, pensa em mudar sua declaração de inocência, conforme indicam registros do tribunal divulgados na última segunda-feira, 13.

Com a mudança, o homem hoje com 45 anos busca enfrentar acusações federais por "violação dos direitos constitucionais" de Floyd.

Conforme informações do UOL, o ex-policial poderá dar início a uma negociação para evitar um novo julgamento.

Contudo, não foi especificado se Chauvin pretende se declarar culpado ou se preferirá seguir por um meio-termo, que seria aceitar uma condenação, porém, sem reconhecer sua culpa de maneira formal.

Derek Chauvin e mais três agentes presentes no episódio (Alexander Kueng, Tou Thao e Thomas Lane) foram acusados de violar os direitos constitucionais da vítima e também de não terem chamado serviços médicos de emergência. Os quatro envolvidos se declararam não culpados das acusações e deverão ser julgados no ano que vem.