Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Suécia

Cidade sueca cria campanha para acabar com ‘epidemia da solidão’

Para melhorar as relações interpessoais de seus moradores, Luleå abraçou a iniciativa “Säg hej!”; entenda!

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 22/11/2023, às 12h38

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa - Pixabay
Imagem ilustrativa - Pixabay

Pós-pandemia, muitas pessoas ainda lutam para restabelecer suas relações interpessoais ou escaparem da solidão. O problema é descrito pela Organização Mundial da Saúde como um "ameaça urgente à saúde".

Mas a situação se torna ainda mais complicada em países gelados, principalmente durante o inverno, quando as interações sociais se tornam ainda menos frequentes. Para lutar contra isso, uma cidade ao norte da Suécia criou uma campanha simples para conectar moradores solitários: pedindo para que todos digam "olá" uns aos outros.

A solidão e o isolamento são grandes problemas em qualquer época do ano, em quase qualquer lugar do mundo neste momento", disse Micael Dahlen, professor de conforto, bem-estar e felicidade na Escola de Economia de Estocolmo, ao The Guardian.

"Isso vem com a época em que vivemos, com o estilo de vida que temos, onde não necessariamente nos encontramos na mesma medida que costumávamos. Isto acelera no inverno, quando estamos menos ao ar livre e menos sociais", acrescentou, apontando que a Suécia é especialmente suscetível a isso devido à sua cultura.

Contra a solidão

Para combater o problema, as autoridades da cidade de Luleå — onde o sol começa a se por no início da tarde, fazendo com que a maior parte do dia seja de escuridão — abraçaram uma campanha para incentivar que os moradores espalhem alegria com um caloroso "olá".

Segundo o The Guardian, por lá, cerca de metade dos jovens entre 16 e 29 anos possuem problemas ligados à solidão. "Antes da Covid era 50-50: algumas pessoas se cumprimentavam. Mas depois da Covid as pessoas ficaram com mais medo de ter contato com estranhos", disse Seyed Mohsen Hashemi, morador de 25 anos.

A nova campanha, porém, pretende acabar com isso, incentivando que as pessoas digam "hej" – o termo sueco para 'olá' — uma para as outras. "Um hej pode mudar o dia de alguém", admite Hashemi.

A iniciativa "Säg hej!" ('diga olá') foi iniciada por Åsa Koski, que trabalha para a cidade. Desde então, a frase já é anunciada em ônibus e até mesmo escolas estão organizando workshops sobre saudações amigáveis.

"Não queremos apenas que Luleå cresça como cidade; queremos que Luleå seja uma cidade agradável, segura e amigável, onde também haja cultura, atividades de lazer e desporto", disse Koski. Ela acrescentou que interações amigáveis ​​com pessoas que você não conhece fazem você se sentir "mais visto e um pouco mais pertencentes".

A pesquisa mostra que isso tem um efeito na saúde e muitas vezes no desejo de ajudar uns aos outros. Se você disser oi para seus vizinhos, é mais provável que você os ajude", completou.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!