Notícias » Estados Unidos

Controverso cartão natalino de 1843 está a venda por R$ 128 mil nos EUA

O item foi o primeiro cartão de Natal produzido industrialmente, mas acredita-se que sobraram apenas 30 cópias no mundo

Wallacy Ferrari Publicado em 05/12/2020, às 09h54

O cartão natalino
O cartão natalino - Divulgação / Battledore

Um cartão de Natal confeccionado no ano de 1843 foi colocado à venda pela Battledore Ltd., uma loja de antiguidades em Boston, nos Estados Unidos, pelo impressionante valor de US$ 25 mil (cerca de R$ 128 mil). O estabelecimento anuncia o produto como o "primeiro cartão natalino impresso comercialmente em linha" no mundo.

O item é uma criação de Henry Cole, John Calcott Horsley e Joseph Cundall e conta com uma família celebrando a festividade com taças de vinhos. Uma delas chama atenção; uma criança também estava com uma taça de vinho em mãos, causando controversa na época de seu lançamento pelo estímulo ao consumo de álcool, como noticiou a UOL.

Após as dores de cabeça pelo encorajamento ao consumo de álcool, o trio só voltou a fabricar cartões de Natal três anos depois, se tornando uma referência estadunidense para a produção em linha de cartões de festividades.

Em entrevista à CNN americana, presidente da Battledore, Justin Schiller, explicou que a raridadade do item também tem relação com a polêmica histórica: "Não era apenas [uma imagem] encorajando a beber, mas era [uma imagem] encorajando uma criança a beber. [...] Consequentemente, isso segurou o entusiasmo para que houvesse um segundo cartão".