Notícias » Pré-história

De galho em galho: Há 3,6 milhões de anos, os primeiros homens eram veganos e se balançavam em árvores como macacos

Cientistas da África do Sul fizeram essa descoberta depois de realizar tomografias em um fóssil antigo conhecido como Little Foot

Paola Churchill Publicado em 19/03/2020, às 13h00

Reconstrução do esqueleto de Little Foot
Reconstrução do esqueleto de Little Foot - Patrick Landmann/ Science Photo Library

Os primeiros humanos tinham pequenos cérebros, se balançavam entre as árvores como primatas e faziam dieta vegana há 3,6 milhões de anos. A descoberta foi feita após cientistas da África do Sul realizaram tomografias em um antigo fóssil conhecido como Little Foot.

Especialistas compararam a famosa ossada com as de seres humanos e chimpanzés. Os resultados apontam que os ancestrais pensavam de maneira diferente dos humanos modernos. Além disso, o fluxo sanguíneo das artérias, que passam pelas vértebras, era três vezes menor do que em pessoas e, as dimensões do crânio de Little Foot mostra mais semelhanças com a dos chimpanzés.

Crânio de Little Foot/ Divulgação/Universidade de Witwatersrand

 

A partir da tomografia, a equipe identificou ligamentos e articulações que ligam a cabeça e o pescoço sugerindo que os primeiros homens oscilavam entre as árvores. A circulação sanguínea ainda aponta que os ancestrais teriam uma dieta de baixa qualidade e de pouca ou quase nenhuma carne.

A pesquisa foi publicada na Scientific Reports Journal e a autora principal, Amelie Beaudet, da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo afirma que a partir do mapeamento de Little Foot, os cientistas podem entender melhor sobre a evolução da mobilidade da cabeça e do suprimento arterial para o cérebro na linhagem humana.