Notícias » Finlândia

Depois de 100 anos, força aérea da Finlândia decide retirar suástica do logotipo

A atitude foi tomada de maneira discreta e sem nenhum aviso prévio por parte da força aérea

Penélope Coelho Publicado em 02/07/2020, às 11h21

Antiga bandeira da Força Aérea da Finlândia
Antiga bandeira da Força Aérea da Finlândia - Wikimedia Commons

Desde 1918, ano em que foi fundada, a força aérea da Finlândia utiliza uma suástica em seu emblema, mesmo antes do símbolo estar diretamente relacionado com a Alemanha nazista.

De acordo com reportagem publicada pela BBC, o novo emblema mostra uma águia dourada em volta de um círculo formado por asas. Acredita-se que a primeira pessoa que notou a mudança foi o acadêmico da Universidade de Helsinque, Teivo Teivainen.

Anteriormente, o homem já havia feito questionamentos sobre a continuidade da presença desse símbolo nas formas armadas da Finlândia. Entretanto, a mudança nunca foi anunciada pelas autoridades.

Explicações

Depois do fim da Segunda Guerra, a instituição finlandesa parou de utilizar suásticas em seus aviões, porém, a figura continuou sendo utilizada em uniformes, bandeiras e emblemas da unidade.

As informações foram dadas por um porta-voz da força aérea, em entrevista à BBC: “Foi considerado impraticável e desnecessário continuar usando o emblema antigo, que causava mal-entendidos de tempos em tempos", afirmou o porta-voz. Entretanto, o representante reitera que a mudança foi realizada em 2017 e que agora a instituição utiliza apenas a águia dourada.

Novo símbolo da Força Aérea / Crédito: Wikimedia Commons

 

Mas, afinal de contas, como esse símbolo chegou à Finlândia antes das ações causadas no Terceiro Reich? Segundo Teivainen, a resposta está em um homem chamado Eric von Rosen.

Ele deu de presente para força aérea da Finlândia, um avião pintado com uma suástica azul, em 1918. Para von Rosen, o símbolo era sinônimo de sorte. Apesar de não ter nenhuma ligação com o partido nazista, na época, o cunhado de Eric era amigo pessoal de Hitler.