Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Carnaval

Desfile dos bonecos de Olinda não contará com figura do presidente e ex-presidentes

Tradicional desfile ocorrido em Olinda contará com uma mudança neste carnaval

Redação Publicado em 31/01/2023, às 10h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Foto mostra o boneco do ex-presidente Jair Bolsonaro - bonecosgigantesdeolinda/Instagram
Foto mostra o boneco do ex-presidente Jair Bolsonaro - bonecosgigantesdeolinda/Instagram

O tradicional desfile dos bonecos de Olinda terá uma significativa mudança neste carnaval. Com a polarização que divide os brasileiros nos últimos anos, a atração que fascina gerações há anos não contará com a figura do presidente e nem mesmo de ex-presidentes, como costumava acontecer. A informação foi divulgada com exclusividade pela Coluna de Chico Alves, no UOL.

Embora a exibição de bonecos dos presidentes tenha sido iniciada em 2007, o mesmo não ocorrerá na edição de 2023.

"Mas a polarização está extrema e tomou vulto maior depois da última eleição. Por isso, achamos por bem dar uma parada, não vamos sair com nenhuma figura de presidente esse ano", explicou Leandro Castro, o responsável pela Embaixada dos Bonecos Gigantes, à Coluna.

No último ano, vale lembrar, os bonecos que representam o agora ex-presidente Jair Bolsonaro e Michelle, ex-primeira-dama, foram atrações no tradicional desfile. Nas redes sociais, o destino dos bonecos se tornou tópico comentado entre internautas. 

"Olinda enfrenta um grande impasse neste carnaval: O que fazer com o boneco do Jair Bolsonaro. O que vocês sugerem?", questionou um internauta com uma foto que mostra o boneco do ex-presidente. "Sábado de Aleluia é um boa data comemorativa para esse boneco", respondeu outra conta.

Tópico discutido

Durante a disputa das eleições presidenciais, o tópico polarização política foi bastante comentado entre os políticos. Em entrevista ao Jornal Nacional em agosto do ano passado, o agora presidente Lula comentou sobre a polarização que tomou conta do país.

"O que é importante é que a gente não confunda polarização com estímulo ao ódio. Eu me dou muito bem com o PSDB, que foi meu principal adversário durante tanto tempo", disse Lula.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!