Notícias » Futebol

Dinamarquês marca gol em mesmo estádio onde sofreu parada cardíaca há 9 meses

Christian Eriksen voltou a atuar em seu país pela seleção após drama vivido na Eurocopa de 2020

Fabio Previdelli Publicado em 30/03/2022, às 12h15

O meio-campista dinamarquês Christian Eriksen
O meio-campista dinamarquês Christian Eriksen - Getty Images

A partida entre Dinamarca e Finlândia válida pela Eurocopa de 2020, que foi disputada no dia 12 de junho de 2021, ficou marcada por um grande drama: aos 43 minutos do primeiro tempo, o meio campista Christian Eriksen sofreu uma parada cardíaca. 

O jogador dinamarquês caiu desacordado no gramado e, por cerca de 15 minutos, recebeu atendimento médico — que iniciaram no campo um trabalho de massagem cardíaca. A partida acabou sendo concluída naquele mesmo dia, com os finlandeses saindo vencedores pelo placar mínimo. 

Eriksen sendo atendido em campo/ Crédito: Getty Images

O resultado, porém, foi o menos importante para a carreira de Eriksen, que passou a viver incertezas sobre se poderia voltar a jogar futebol. Pouco mais de nove meses depois, na tarde de ontem, 29 de março, o atleta não só voltar a disputar uma partida pela seleção no estádio Parken, em Copenhague (Dinamarca), onde tudo ocorreu, como também marcou um dos gols da vitória dos dinamarqueses por 3x0 contra a Sérvia, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo

Ovacionado em campo, Eriksen foi recebido pelos torcedores com faixas de “bem-vindo de volta para casa”. A reverência a um dos ídolos atuais do futebol dinamarquês foi maior ainda quando ele foi substituído nos minutos finais. 

Após o acidente cardíaco, Christian Eriksen passou por uma cirurgia para a colocação de um desfibrilador cardioversor implantável (CDI), um pequeno dispositivo eletrônico — um tipo de marca-passo — usado para prevenir paradas cardíacas fatais.

Desta forma, o jogador foi proibido de continuar atuando pela Internazionale de Milão, em virtude das regras da Federação Italiana não permitirem que jogadores atuem no país usando o dispositivo. Eriksen, então, foi contratado pelo Brentford (Inglaterra), onde voltou a jogar em fevereiro deste ano.