Notícias » Rússia

Dono do Chelsea FC sofre sanções de Reino Unido

Roman Abramovich é um entre os sete bilionários russos afetados pelas restrições

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/03/2022, às 12h08

Fotografia de Roman Abramovich
Fotografia de Roman Abramovich - Getty Images

Liz Truss, a Secretária de Estado do Reino Unido, anunciou nesta quinta-feira, 10, uma série de novas sanções econômicas que congelarão ativos e proibirão as viagens internacionais de um grupo de sete oligarcas russos considerados conectados ao Kremlin.

Os alvos das restrições econômicas são Oleg Deripaska, Alexei Miller, Igor Sechin, Nikolai Tokarev, Dmitri Lebedev, e Roman Abramovich. As informações foram divulgadas no site do governo britânico

Além deste último, que é mais conhecido por ser o dono do clube de futebol do Chelsea, os outros magnatas proprietários de empresas de energia, de instalação de oleodutos, de produção de alumínio, e também banqueiros de relevância. 

Seremos implacáveis ​​na perseguição daqueles que permitem a morte de civis, a destruição de hospitais e a ocupação ilegal de aliados soberanos", comentou Boris Johnson, o primeiro-ministro da Inglaterra, ao abordar a decisão. 

Vale lembrar que Abramovich afirmou sua intenção de realizar a venda do Chelsea FC no início deste mês de março, porém essa transação está atualmente paralisada devido às restrições. 

Em seu comunicado, outro detalhe é que o empresário havia garantido que todos os lucros obtidos como resultado da transação iriam para uma fundação que ajudaria as vítimas da guerra na Ucrânia, conforme repercutido pelo g1 na quarta-feira passada, 2.