Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Elon Musk

Elon Musk responde diretor executivo do Twitter com emoji de cocô

Atual homem mais rico do mundo chamou atenção de internautas na última segunda-feira, 16

Redação Publicado em 18/05/2022, às 11h19

Elon Musk e montagem com o Tweet - Getty Images e Divulgação/Twitter
Elon Musk e montagem com o Tweet - Getty Images e Divulgação/Twitter

Elon Musk, atual homem mais rico do mundo, chamou atenção nos últimos dias ao anunciar que está em acordo para adquirir o Twitter, uma das mais populares plataformas digitais do mundo. 

Agora, o acordo entre Muske a plataforma encontra obstáculos. E Elon, também conhecido por causar polêmica com publicações nas redes sociais, chamou atenção de internautas ao responder Parag Agrawal, atual diretor executivo do Twitter. 

Parag utilizou sua conta para explicar os atuais desafios que a companhia encontra atualmente para combater spam e contas falsas. "Suspendemos mais de meio milhão de contas de spam todo dia, geralmente antes de você sequer vê-las no Twitter. Também bloqueamos milhões de contas toda semana que suspeitamos ser spam se não conseguem passar por veirificação humana (captchas, verificação por telefone, etc.)", explicou Parag Agrawal. 

Crédito: Reprodução/Twitter

No entanto, ele provavelmente não esperava que suas publicações fossem respondidas por Elon Musk, que apenas respondeu a explicação de Agrawal com um emoji de cocô.

Em seguida, Musk questionou: 'Como os anunciantes sabem o que estão recebendo pelo seu dinheiro?'. 

O acordo com Musk

Na última terça-feira, 17, Elon Musk disse que o acordo que engloba a compra do Twitter será travado até a comprovar que menos de 5% das contas registradas na plataforma são falsas ou spam. O atual homem mais rico do mundo, duvida dos dados gerados pela companhia, e também acredita que a porcentagem seja bem maior.

"20% de contas falsas/spam, 4 vezes o que o Twitter afirma, pode ser *muito* maior. Minha oferta foi baseada na precisão dos registros da SEC do Twitter. Ontem, o CEO do Twitter se recusou publicamente a mostrar prova de <5%. Este acordo não pode avançar até que ele o faça", afirmou ele em seu perfil oficial.


* SEC se refere a abreviação de Security and Exchange Comission, órgão que, nos Estados Unidos, seria equivalente à Comissão de Valores Mobiliários.