Notícias » Arqueologia

Em uma fazenda da Hungria, 7 mil moedas de prata são encontradas por arqueólogos

A descoberta de grande magnitude remonta ao século 6, quando o Império Otomano atacou a região

Alana Sousa Publicado em 16/01/2021, às 09h00

Imagem das moedas ao serem desenterradas
Imagem das moedas ao serem desenterradas - Divulgação/Museu Ferenczy

Em uma fazenda da Hungria, pesquisadores encontraram sete mil moedas de prata e quatro de ouro, o que consolidou uma das maiores descobertas arqueológicas dos anos recentes no país. A informação foi divulgada pelo portal Live Science.

As moedas na mão de um arqueólogo / Crédito: Divulgação/Museu Ferenczy

 

De acordo com o Museu Ferenczy, em 2019 pesquisadores encontraram um tesouro contendo 150 moedas antigas. Como o achado foi feito na vila Újlengyel, não muito longe da fazenda, os mesmos especialistas voltaram em dezembro de 2020 com um detector de metais para inspecionar uma área mias ampla; foi quando encontraram a grande quantidade de relíquias.

O expert em moedas Balázs Nagy liderou a missão e contou com o auxílio de voluntários da Associação Arqueológica da Comunidade. Em um post no Facebook, o museu divulgou fotos dos artefatos e explicou: “Tesouros dessa magnitude relacionados à devastação turca após a batalha de Mohács são raros na Hungria”.

A grande quantidade de moedas sendo catalogada / Crédito: Divulgação/Museu Ferenczy

 

Enterradas em meados de 1520, a quantidade de moedas era suficiente para comprar sete cavalos. Porém, com o ataque do Império Otomano, o desespero em esconder seus pertences falou mais alto, e os húngaros enterraram a fortuna. Os arqueólogos estimam que a moeda mais antiga seja do período 161 a 169, quando o imperador Lúcio Velho estava no poder em Roma; enquanto a mais recentes remontam a 1516 a 1526, época de Luís II.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.  


+Saiba mais sobre arqueologia por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W