Notícias » Traje Espacial Russo

Novo traje espacial russo ameaça tradição do xixi e causa descontentamento entre cosmonautas

A roupa inédita gerou debate por poder acabar com a tradição de Gagárin, iniciada há décadas

Victória Gearini Publicado em 10/09/2019, às 16h30

None
- Reprodução

Recentemente, o governo Russo divulgou o novo traje espacial de seus cosmonautas. Tal fato gerou debate por poder acabar com a tradição de Gagárin, iniciada há décadas. A tradição consiste em os cosmonautas urinarem em uma das rodas que os levam até o foguete, antes da decolagem.

A empresa aeroespacial russa Zvezda, divulgou que o traje passará por mudanças e que será adaptável ao corpo, ou seja, não será mais sob medida. No entanto, não terá o zíper na região da urina, o que gerou certo descontentamento dos cosmonautas.

O ritual exótico foi criado pelo cosmonauta Iuri Gagárin (1934-1968), primeiro homem russo a viajar para o espaço, na missão Vostok 1, em abril de 1961. Antes de embarcar, o soviético precisou ir ao banheiro e como não tinha nenhum próximo, ele urinou em uma das rodas do ônibus que o levaria até o foguete.

Iuri Gagárin (1934-1968), primeiro soviético a viajar para o espaço / Crédito: Reprodução

 

Desde então, o ato ficou conhecido como símbolo de sorte entre os cosmonautas - mulheres não são obrigadas a repetir o ritual, mas algumas chegam a urinar dentro de uma garrifinha d'água, como forma de homenagear o pioneiro. 

Além dessa tradição, os soviéticos possuem outros rituais para dar sorte antes de uma viagem espacial, como por exemplo, abençoar o foguete, por meio de um padre cristão ortodoxo - o costume foi iniciado em 1993.