Notícias » Rússia

George Romanov realizará primeiro casamento real em mais de um século na Rússia

A cerimônia com os protocolos do império russo será a primeira desde a revolução que tirou Nicolau II do poder

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 30/09/2021, às 13h00

George durante cerimônia em montagem com Nicolau II
George durante cerimônia em montagem com Nicolau II - Divulgação / YouTube / Vitaliy Tsoy / Domínio Público

A Rússia retomará uma prática real pela primeira vez desde a queda da monarquia na Revolução Russa de 1917; O Grão-Duque Jorge, chefe da Casa Imperial Russa e filho da Grã-Duquesa Maria, realizará o primeiro casamento real do país em mais de um século, consolidando sua união com a italiana Victoria Romanovna Bettarini.

A notícia, divulgada pelo jornal The Financial Express, chamou atenção pela opção do herdeiro em retornar para a antiga capital imperial de São Petesburgo e realizar a cerimônia na Catedral de Santo Isaac, marcada para a próxima sexta-feira, 1º de outubro. De acordo com o próprio noivo, o interesse em retomar a cerimônia com protocolos reais teve a motivação de se aproximar da família e origens.

Apesar de reproduzir a cerimônia como nos tempos onde o império esteve instaurado na Rússia, o título real do evento não tem validade do Estado, visto que a monarquia deixou o poder após a morte do último czar da Rússia, Nicolau II, depois que ele foi fuzilado junto da esposa e dos cinco filhos, em julho de 1918, por um pelotão de revolucionários.

Já a noiva de George teve de se adaptar à doutrina da Casa Imperial; entre as mudanças, Victoria teve de se converter à fé ortodoxa russa em 2020 e ainda adotou o nome Romanovna antes mesmo de trocar os votos de casamento.