Notícias » Estados Unidos

Ícone da TV americana: Larry King morre, aos 87 anos, vítima da Covid-19

Apresentador comandou por 25 anos um talk-show na CNN. “Ele acreditava que questões concisas produziam as melhores respostas”, diz trecho de nota sobre seu falecimento

Fabio Previdelli Publicado em 23/01/2021, às 11h15

O apresentador Larry King
O apresentador Larry King - Divulgação

Um dos maiores ícones da televisão norte-americana, o apresentador Larry King faleceu hoje, 23, aos 87 anos, por complicações causadas pelo novo coronavírus. As informações foram confirmadas por seus assessores na conta oficial do jornalista no Twitter.  

Devido o momento de luto e sofrimento dos familiares de King, o texto pede calma aos fãs e a imprensa para que a privacidade deles seja respeitada. O tweet disse que, nos próximos dias, informações sobre o velório e enterro do apresentador serão divulgadas.  

Larryestava internado desde o dia 2 de janeiro, em um hospital em Los Angeles. Nos últimos anos, o jornalista já havia apresentado diversos outros problemas de saúde, tendo sobrevivido ao câncer no pulmão e na próstata, um derrame e a um infarto.  

Ele passou duas décadas e meia comandando o talk-show “Larry King Live”, na CNN. Após todo esse tempo, o apresentador criou a plataforma Ora Media, onde passou a vincular seus próprios programas, como o “Larry King Now” e o “Politicking with Larry King”. 

"Seja entrevistando um presidente dos EUA, um líder estrangeiro, uma celebridade, um personagem escandaloso, ou um homem comum, Larry gostava de fazer perguntas curtas, diretas e descomplicadas. Ele acreditava que questões concisas produziam as melhores respostas, e ele não estava errado", diz um trecho da publicação.