Notícias » Arqueologia

Irmãos localizam obra de arte em monólito da Idade do Bronze no interior da Inglaterra

O item foi avaliado por arqueólogos britânicos e será leiloado até o final deste ano

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/07/2021, às 15h09

Monólito esculpido localizado na Ingleterra
Monólito esculpido localizado na Ingleterra - Divulgação / Timeline Auctions

Irmãos do município de Whixall, no interior da Inglaterra, localizaram um monólito de arenito vermelho esculpido, especulado como um dos mais antigos itens já vistos no condado de Shropshire. A obra tem sua formação estimada no período Permio-Triássico, sendo trabalhada manualmente durante a Idade do Bronze.

Retirada em uma escavação próxima de uma estrada por James e Jasmine Dowley, a datação aproximada foi alcançada pela semelhança no método de trabalho e desenho com a época, que se assemelham a câmaras mortuárias e locais sagrados regionais, como revelou a revista britânica Advertizer.

A peça passou por uma análise por dois arqueólogos — Peter Reavill, do Portable Antiquities Scheme, e o arqueólogo local, Dr. George Nash — que apontaram a reprodução de anéis e uma taça nas marcações, além de reafirmarem a semelhança da obra com outros itens conhecidos nas Ilhas Britânicas e na Irlanda. Agora, a peça deve ir a leilão pela Timeline Auctions até o fim deste ano.

“Eles aparecem onde a geologia local fornece uma fonte de material ou onde rochas erráticas, deixadas para trás quando as geleiras recuaram no final da última Idade do Gelo, são encontradas. [...] O propósito ou significado dessas marcações permanece incerto, mas foi sugerido que elas poderiam ter sido colocadas em marcadores de limite, em pedras usadas em túmulos de câmara ou conectadas a locais sagrados”, aponta a descrição do leilão.