Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasileira presa

Jovem brasileira diz ter sido presa por engano na Espanha

Confundida com suposta sequestradora, a jovem brasileira de 23 anos acabou sendo presa pela polícia da cidade espanhola de Oviedo

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 28/11/2023, às 08h48

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A brasileira que foi presa na Espanha - Divulgação
A brasileira que foi presa na Espanha - Divulgação

A brasileiraMaísa de Oliveira, de 23 anos, diz estar traumatizada depois de ter sido presa por engano na Espanha, acusada equivocadamente de sequestro. A garçonete, residente em Oviedo, passou quatro dias sob custódia, acreditando que sua identificação como suspeita ocorreu devido ao seu cabelo ruivo.

Estou traumatizada, dá até vontade de ir logo embora. A gente vem para cá em busca de melhorias e acontece isso", disse Maísa ao portal de notícias G1.

A jovem, sua mãe e irmã mais nova são naturais de Itapuranga e mudaram-se para Oviedo em busca de uma vida melhor há seis anos. Contudo, tudo mudou em outubro.

A jovem relata que uma mulher denunciou à polícia que uma jovem ruiva, branca e magra havia tentado sequestrar seu neto em uma praça próxima à residência da garçonete. A polícia, ao iniciar as buscas, compilou fotos de mulheres com essas características, momento em que Maísa foi erroneamente identificada, conforme ela mesma afirma.

A avó da criança foi quem denunciou. Depois, a mãe da criança, que nem estava lá, disse que fui eu. Depois, uma mulher que tem um estabelecimento aqui perto ligou para a mãe da criança e disse que tinha sido eu”, contou.

Presa na Espanha

Em 7 de outubro, Maísa foi abordada pela polícia ao sair do trabalho e questionada sobre a suposta tentativa de sequestro. Mesmo apresentando evidências, como vídeos feitos com sua irmã no TikTok no horário do incidente, ela foi presa. Três dias foram passados na delegacia e, posteriormente, foi transferida para o presídio, onde permaneceu mais um dia.

O equívoco só foi descoberto quando uma jovem ruiva procurou a polícia, afirmando ter se encontrado com a avó da criança supostamente vítima de sequestro, o que levou à libertação de Maísa.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!