Notícias » Brasil

Jovem neonazista que planejava tiroteio escolar é preso no DF

Vizinho do rapaz o classificou como "introvertido" e revelou que raramente o via

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 31/03/2022, às 14h35

Fotografia de itens achados na casa do homem
Fotografia de itens achados na casa do homem - Divulgação/ Polícia Civil do Distrito Federal

No Distrito Federal, a Polícia Civil prendeu na última terça-feira, 29, um rapaz de 20 anos de idade que planejava invadir uma escola e atacar os alunos. Entre os itens que o suspeito pretendia usar para cometer o massacre estavam facas, canivetes, um taco de beisebol, uma arma e uma máscara do personagem Jason, o serial killer da franquia de terror "Sexta-feira 13". 

As intenções do homem foram descobertas graças a uma investigação da Delegacia Especial de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) em conjunto com órgãos de segurança dos Estados Unidos, como o Homeland Security Investigations

Ele frequentemente falava sobre seus planos criminosos em postagens de grupos virtuais ou durante trocas de mensagens, segundo repercutido pela Folha de São Paulo. Já na delegacia, o suspeito admitiu que fazia parte de grupos neonazistas e antidemocráticos há pelo menos um ano. 

O motivo oficial da prisão, por sua vez, foi que o rapaz possuía vídeos de pornografia infantil em seu celular. 

“Moro aqui há quase cinco anos e o vi pouquíssimas vezes. Olhando para ele, você não diz que seria capaz de fazer algo. Totalmente introvertido, tímido”, relatou um vizinho do homem que preferiu manter-se anônimo em uma entrevista ao Correio Braziliense.