Notícias » Estados Unidos

Mãe brasileira é morta pelo próprio filho nos Estados Unidos

Vítima de um tiro fatal no abdômen, o motivo surpreendeu a polícia local

Wallacy Ferrari Publicado em 30/04/2022, às 16h13

Mãe e filho envolvidos no crime
Mãe e filho envolvidos no crime - Divulgação / G1

Uma briga doméstica na cidade de Pensacola, nos Estados Unidos, resultou em uma tragédia envolvendo uma brasileira residente no local; Adriana Ohlson tinha 49 anos quando foi baleada fatalmente pelo filho David, de 20 anos, no último dia 8 de abril. O rapaz confessou o crime e justificou que a mãe havia "perdido a empatia" e parecia "ter planos de deixá-lo".

O jovem manifestou a polícia que efetuou os disparos após a mãe retornar da casa de uma amiga e explicou que ela estava "muito fria" e afastada, cogitando também atirar na colega que a trouxe para a residência, sem sucesso.

O garoto aproveitou um momento onde ela se aproximou para disparar contra o abdômen da mãe, que foi levada ao hospital após chamado da amiga, mas faleceu durante a cirurgia para remover o projétil. Preso, o garoto está sendo acusado por "assassinato não premeditado durante outro crime”.

Motivação

Apesar da motivação pouco plausível, o pai do rapaz, Aaron, que se separou recentemente de Adriana, apontou que o filho tem problemas psiquiátricos que poderiam ter interferido no momento do crime, mas não detalhou a condição do jovem, como informou a polícia.