Notícias » Brasil

Mario Frias dispara contra Wagner Moura: ‘Esse Wagner 'Choura' é patético’

Diretor de ‘Marighella’ fez crítica ao governo Bolsonaro durante o programa Roda Viva

Isabela Barreiros Publicado em 03/11/2021, às 14h37

O ator e diretor Wagner Moura e o secretário de cultura Mario Frias ao lado do presidente Bolsonaro
O ator e diretor Wagner Moura e o secretário de cultura Mario Frias ao lado do presidente Bolsonaro - Getty Images/Divulgação/Instagram/@mariofriasoficial

Mario Frias, secretário de cultura do governo Bolsonaro, atacou o ator e diretor do filme “MarighellaWagner Moura por meio de suas redes sociais após declarações feitas pelo artista durante entrevista ao programa “Roda Viva” da TV Cultura.

"Esse Wagner 'Choura' é patético. Diga-me com quem andas e te direi quem és! Chorão!", escreveu o secretário. Na publicação, Frias anexou imagens de Moura com os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, do PT, e alega relação entre eles.

Em outra postagem, o secretário publicou um trecho da entrevista do ator, que foi ao ar na última segunda-feira, 1. Mouraapenas citou o cargo de “Secretaria da Cultura”, mas não mencionou o nome de Mario Frias durante o programa.

O diretor foi perguntado sobre os ataques feitos por Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, ao filme “Marighella”, dirigido por ele.

“Eu não vou comentar. Eu não tenho nenhum respeito por nenhuma declaração que venha de qualquer pessoa que faça parte desse governo, nem desse cara, aquele outro cara da Secretaria de Cultura. Não vou comentar porque não respeito. A gente precisa escolher os combates”, afirmou o ator.

Na legenda, Frias escreveu: “Somos dois então. Não sinto nada além de desprezo por esse sujeito patético que bate palma pra bandido!”.

Durante a entrevista, Moura afirmou ainda não ter medo “dessa gente” que ele descreveu como “fascista” e “covarde”. Ele mencionou também os embates com a Ancine, que dificultaram o lançamento do filme, que acontecerá amanhã, 4 de novembro, dois anos depois do previsto.

"Acho que nós precisamos fazer esse enfrentamento contra o fascismo. Os ataques foram todos. A questão com a Ancine é uma clara censura”, afirmou. “O 'Marighella' tinha sido contemplado com os fundos setorial para complementação da produção e não recebemos o dinheiro porque foi negado pela Ancine, no momento em que o Bolsonaro falava abertamente em filtragem na Ancine".

Assista ao trailer de "Marighella" a seguir: