Notícias » China

Morre chinesa que sobreviveu por cinco anos comendo apenas arroz e pimenta

Com uma renda de 2 yuans por dia, a jovem de 24 anos havia sido hospitalizada em outubro de 2019 na China

Pamela Malva Publicado em 14/01/2020, às 17h32

Wu Huayan, já internada no hospital
Wu Huayan, já internada no hospital - Reprodução/Youtube

Conhecida por toda a China, a história de Wu Huayan chegou ao fim na última segunda-feira, 13. A jovem, que sobreviveu durante cinco anos comendo apenas arroz e pimenta, faleceu pouco depois de ter sido hospitalizada.

Wu chocou o país quando resolveu pedir ajuda. Ela foi internada em outubro de 2019, com problemas respiratórios. Chegou ao hospital com 20 quilos, tinha complicações no coração e nos rins; e havia perdido todos os cílios e metade dos fios do cabelo.

Quando foi internada, no terceiro ano da faculdade, Wu disse que apenas pediu ajuda porque não queria terminar como seus avós. Os idosos, com quem havia morado anteriormente, morreram porque não tinham dinheiro suficiente para custear tratamentos.

Depois disso, Wu passou a viver em Guizhou, uma das províncias mais pobres da China, com seu irmão e seus tios. A família contava com 300 yuans por mês (aproximadamente R$ 180). Grande parte da renda ia para o tratamento da saúde mental do irmão e a jovem vivia com 2 yuans (cerca de R$ 1,15) por dia.

Pouco antes de sua morte, Wu recebeu diversas doações de amigos, professores e vizinhos (somando 70 mil yuans). Ela também estava recebendo ajuda do Estado, com o direito de um fundo adicional de emergência no valor de 20 mil yuans, além do subsídio mínimo de 300 e 700 yuans por mês.