Notícias » Revolução Industrial

Drogas e armas encontrados na antiga região de prostíbulos de Nova Orleans

Transformado em bairro residencial em 1940, o local preserva seringas usadas para injetar heroína e garrafas de uísque e perfume

Mariana Ribas Publicado em 07/12/2018, às 09h51 - Atualizado às 14h43

Prostituta de New Orleans
Getty Images

Uma das áreas de prostituição mais movimentadas do mundo no século 19 vem sendo investigada por arqueólogos há cinco anos. Trata-se de Storyville, um distrito de Nova Orleans que se desenvolveu no final do século 19 e alcançou tamanho renome que, em 1917, sofreu uma intervenção de militares americanos. Eles temiam que a vida noturna da área atrapalhasse a preparação de soldados convocados para servir na Primeira Guerra Mundial. Ainda assim, as intensas atividades da região só foram realmente interrompidas em 1940, quando os antigos edifícios vieram abaixo para dar lugar a um conjunto habitacional.

As investigações sobre os escombros dos prostíbulos da cidade onde nasceram o jazz e o blues ainda vão demorar anos, mas os achados preliminares confirmam tudo o que se dizia sobre Storyville: até agora já foram encontrados muitas armas, garrafas de uísque e seringas contendo heroína, além de fotos de divulgação das garotas de programa.

Banda Buddy Bolden, famosa em Nova Orleans durante o início do século 20 Wikimedia Commons

Estima-se que, na época, metade das mulheres que viviam em Nova Orleans durante o século 19 eram prostitutas. Entre os achados, os arqueólogos encontraram diversos frascos de perfume francês, sinal de que as mulheres deviam estar sempre cheirosas e bem arrumadas. A grande quantidade de utensílios de higiene vaginal e de medicamentos para doenças venéras comprovam que a atividade sexual era intensa no distrito

Os estudos ainda poderiam indentificar a famosa House of The Rising Sun (ou "Casa do Nascer do Sol"). Canção popular do século 19, eternizada pela famosa versão gravada em 1964 pela banda de rock The Animals, a música descreve a vida num famoso prostítulo de Storyville. "Existe uma casa em Nova Orleans, é chamada Sol Nascente / Que foi a ruína de uma pobre garota", diz a letra.

Prostituta de Storyville, 1912 Wikimedia Commons

Segundo o coordenador da pesquisa arqueólogica, Mike Godzinski, os achados confirmam que a venda de drogas era importante para a economia de Storyville. Além disso, as ossadas ali retiradas comprovam a violência na região. Ossos deformados que revelam possíveis brigas nos bares e nos prostíbulos.

Prostituta de Storyville, 1912 Wikimedia Commons