Notícias » Egito

Pinturas rupestres de 10.000 anos a.C. são encontradas no Egito

A expedição também descobriu grandes quantidades de restos de animais no lugar, indicando que o local era utilizado como abrigo por beduínos e animais

Fabio Previdelli Publicado em 27/01/2020, às 12h25

Pintura rupestre encontrada no Egito retrata animais, como mulas e burros, em proporções mais realistas
Pintura rupestre encontrada no Egito retrata animais, como mulas e burros, em proporções mais realistas - Divulgação/Ministry of Tourism and Antiquities

Uma missão arqueológica do Ministério do Turismo e Antiguidades localizou uma caverna arqueológica no Sinai — localizada a cerca de 60 km a sudeste de Serabit al-Khadem — com inscrições e pinturas coloridas que podem ser datadas de até 10.000 anos a.C..

As gravuras foram encontradas por um aventureiro que explorava algumas cavernas pela região. Ele notificou as autoridades locais, que enviaram uma equipe para documentar as descobertas.

O Secretário-Geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa al-Waziry, informou que a caverna — que tem cerca de 3.5 metros de altura e 22 metros de largura — estava em uma região de difícil acesso. O achado é o primeiro desse tipo realizado no sul do Sinai.

No segundo grupo é possivel ver figuras vermelhas e animais em forma de bastão / Crédito: Ministry of Tourism and Antiquities

 

O local possuía diversas inscrições coloridas, algumas no teto da caverna e outras em blocos de pedra que estavam no chão, afirmou o chefe do setor de antiguidades egípcias junto ao Ministério, Ayman Ashmawy.

Ele acrescentou que a missão também encontrou grandes quantidades de restos de animais no local, indicando que a caverna era utilizada como abrigo por beduínos e animais que se escondiam do mau tempo.

Segundo Hisham Hussein, diretor-geral das Antiguidades do Sinai do Norte e o chefe da missão arqueológica: "as inscrições descobertas retratam muitas cenas variadas que remontam a épocas diferentes". As descobertas foram divididas em três grupos principais.

Pinturas rupestres encontradas em caverna no Sinai / Crédito: Ministry of Tourism and Antiquities

 

O primeiro grupo foi de desenhos feitos na camada mais antiga do teto da caverna. Ele remonta a um período estimado entre 5.500 e 10.000 anos a.C., e é caracterizada por uma cor vermelho escuro. Nele, animais, como mulas e burros, são retratados com proporções mais realistas, o que não acontece nos outros grupos.

O segundo deles são de artes rupestres que remetem a Idade do Cobre — entre 3.500 e 2.300 anos a.C.. Nesta, é possível ver figuras vermelhas e animais em forma de bastão. Elas não foram feitos de maneira naturalista e as proporções de seus corpos não estão em harmonia.

O terceiro grupo mostram pessoas em um howdah, um tipo de carruagem que é transportada por um camelo e foi usada para transportar membros da elite no Oriente Médio. Essas imagens provavelmente não são mais antigas que o primeiro milênio a.C..