Notícias » Brasil

Plataforma ajuda pessoas a pagarem boletos em atraso (de outras pessoas)

Projeto Garrafa no Mar já ajudou no pagamento de quase meio milhão de reais em dívidas

Fabio Previdelli Publicado em 20/01/2022, às 10h24

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Com a pandemia, milhares de pessoas perderam seus empregos ou tiveram uma redução brusca em suas rendas. No outro lado dessa equação, a inflação nos preços de alimentos básicos fizeram com que parte da população tenha uma enorme dificuldade em se manter com o mínimo. Assim, muitos passaram a acumular diversas dívidas.

Contas de gás, de luz, internet, aluguel, enfim, várias famílias entraram na inadimplência — segundo levantamento do Serasa, divulgado em 1º de dezembro de 2021, a taxa de devedores atingiu 63,5 milhões de brasileiros, a mais alta desde junho de 2020. 

Mas, e se, parte de seus boletos fossem pagos por outra pessoa que você não conhece? A ideia pode parecer boa demais para ser verdade e muitos podem até desconfiar que trata-se de um golpe, mas é justamente esse o intuito do projeto Garrafa no Mar.

Eu estava lendo uma matéria de uma revista eletrônica e vi que garrafas são jogadas ao mar até hoje para saber onde elas chegam, seu alcance, sua velocidade, quem respondeu, etc. Então tive esse estalo: imagina se as pessoas pudessem colocar suas contas básicas de consumo — porque muitas perderam sua fonte de renda — numa garrafa e ela aparecesse paga”, explica o idealizador do projeto Alexandre Caruso ao Estadão.

Integrante do grupo de risco da Covid-19, por conta de uma bronquite, Caruso se viu obrigado a ficar em casa durante um longo período, o que o fez refletir sobre outras pessoas que tiveram que fazer o mesmo, mas sem condições financeiras para isso. 

Breve cadastro

Assim surgiu o projeto, que é muito simples: para entrar na plataforma, é necessário fazer um breve cadastro e registrar os códigos de barra de suas contas de mais urgência. Aí é só esperar ser ajudada pelos chamados “anjos” — pessoas anônimas que possuem uma condição financeira um pouco mais estável.

O dinheiro não passa por nenhum intermediário, ele é usado diretamente para pagar a conta. A simplicidade do Garrafa no Mar passou a atrair um número cada vez maior de usuários. 

Para se ter uma ideia, até o início de 2022, quase meio milhão de reais em boletos foram pagos. Até a primeira semana do ano, por exemplo, a plataforma já contava com 1.667 doadores e 1.872 beneficiados — sendo que alguns já tiveram mais de uma dezena de contas pagas.