Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Lixo em residência

Prefeitura de Araçatuba remove 30 toneladas de lixo de residência em um único dia

Mais de 60 animais peçonhentos e até mesmo um cachorro morto foram encontrados no local; a operação deve prosseguir nesta terça-feira, 23

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 23/01/2024, às 10h42

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Operação realizada no bairro Verde Parque mobilizou cerca de 40 profissionais - Divulgação/Prefeitura de Araçatuba
Operação realizada no bairro Verde Parque mobilizou cerca de 40 profissionais - Divulgação/Prefeitura de Araçatuba

Equipes da Prefeitura de Araçatuba, no interior de São Paulo, removeram cerca de 30 toneladas de lixo de uma residência localizada no bairro Verde Parque nesta segunda-feira, 22. A operação mobilizou mais de 12 caminhões para recolher uma enorme quantidade de entulho, além de um cachorro morto e mais de 60 animais peçonhentos.

A ação envolveu cerca de 40 profissionais e deve continuar nesta terça-feira, já que não foi possível concluir a remoção no primeiro dia. A prefeitura estima que a quantidade total de lixo retirado possa atingir 70 toneladas.

De acordo com o portal de notícias Metrópoles, residem na casa um casal e dois jovens, com idades de 16 e 18 anos. O Conselho Tutelar também participa dessa intervenção especial, uma vez que foi constatado que pelo menos três crianças frequentavam o local.

Segundo a fonte, a Secretaria de Assistência Social aponta suspeitas de transtorno de acumulação compulsiva por parte do casal, ou de pelo menos um de seus membros.

Essa condição dificulta a capacidade de descartar ou se desfazer de objetos, resultando no acúmulo desordenado e na desorganização dos espaços de convívio. No entanto, devido à ausência de histórico de atendimento na rede de saúde mental do município, o diagnóstico ainda não pode ser confirmado.

Agressão e ameaça

O casal resistiu à intervenção de limpeza e chegou a agredir um guarda municipal, levando à intervenção da Polícia Militar (PM), que os conduziu ao plantão policial. A mulher, mesmo com a pressão alterada, recusou atendimento. Além disso, os familiares ameaçaram incendiar a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Águas Claras.

Em resposta, a Secretaria de Segurança tomará medidas preventivas, como o envio de uma viatura para a UBS e o pedido de apoio da PM devido às ameaças.

Em nota, a prefeitura destacou a atuação de uma força-tarefa composta por diversos setores municipais para oferecer assistência social e encaminhamento para cuidados com a saúde física e psicológica aos adultos e adolescentes envolvidos.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!