Notícias » Reino Unido

Princípe Harry culpa as mídias sociais pelo ataque ao Capitólio e destruição da floresta amazônica

O neto de Elizabeth II ainda realizou um apelo para que as pessoas passem menos tempo na internet

Daniela Bazi Publicado em 24/01/2021, às 11h30

Fotografia do príncipe Harry
Fotografia do príncipe Harry - Wikimedia Commons

Durante uma entrevista à revista de negócios Fast Company, publicada na última sexta-feira, 22, o Príncipe Harry realizou fortes críticas às mídias sociais, as culpando pela divisão e confusão do mundo, afirmando que as mesmas também são responsáveis pelo ataque ao Capitólio dos Estados Unidos e pela destruição da floresta amazônica, no Brasil.

Na ocasião, o neto de Elizabeth II disse: “Houve um ataque literal à democracia nos Estados Unidos, organizado nas redes sociais, que é uma questão de extremismo violento. É amplamente reconhecido que a mídia social desempenhou um papel no genocídio em Mianmar e foi usada como um veículo para incitar a violência contra o povo Rohingya, que é uma questão de direitos humanos”.

Harry completou dizendo que, “no Brasil, as redes sociais forneceram um canal de desinformação que acabou por trazer destruição para a Amazônia, que é uma questão ambiental e de saúde global”.

Além disso, o príncipe também citou os fortes ataques no qual ele e sua esposa, Meghan Markle, recebem através das redes sociais desde o casamento. Segundo ele, este teria sido o principal motivo para o afastamento do casal das mídias sociais, e que eles deverão retornar apenas “quando for certo para nós”.

O filho de Lady Di e Príncipe Charles completou a entrevista fazendo um apelo para que as pessoas passem menos tempo na internet, e que comecem a verificar as fontes e pesquisar mais as informações para evitar o risco de notícias falsas.