Notícias » Estados Unidos

Professor é demitido por citar comunidade LGBTQIA+ em aula

O caso aconteceu em Ohio, nos Estados Unidos e vem gerando diferentes reações

Redação Publicado em 05/04/2022, às 10h24

O professor Jay Bowman e a pulseira dada aos alunos
O professor Jay Bowman e a pulseira dada aos alunos - Divulgação/Vídeo/WSYX

No início desta semana um professor de Ohio, nos Estados Unidos, foi demitido de uma instituição de ensino, por distribuir para os alunos do ensino médio pulseiras que remetem ao orgulho da comunidade LGBTQIA+.

O professor abertamente gay, Jay Bowman, afirmou em sua rede social que estava dando aula, como substituto na Huntington High School. O profissional afirma que foi questionado por seus alunos a respeito do grupo de defesa LGBTQIA+.

Se uma criança tem perguntas, se uma criança quer honestidade, não acho que deveria ser proibido de fornecer isso [...] Não tento recrutar ninguém. Os pais são responsáveis ​​pelas crianças. São os pais que precisam ensinar o certo e o errado aos filhos”, afirmou Bowman.

De acordo com informações publicadas pela CNN, a escola se pronunciou sobre o ocorrido e afirmou que Jay “violou as políticas do conselho ao falar sobre crenças pessoais”.

Segundo revelado na reportagem, a demissão do professor gerou diferentes reações na comunidade local, entre os que aprovam e os que reprovam a decisão. A última segunda-feira, 4, foi marcada por protestos em apoio ao professor, na Huntington High School.