Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Baba Vanga

Tentativa de assassinato e inundações: As profecias de Baba Vanga para 2024

Baba Vanga, vidente falecida no ano de 1996, teria previsto eventos como os ataques de 11 de setembro e o desastre nuclear de Chernobyl

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 28/11/2023, às 13h43 - Atualizado em 29/11/2023, às 09h13

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Baba Vanga - Divulgação
Baba Vanga - Divulgação

As previsões da vidente Baba Vanga, uma mulher cega originária da Bulgária que ganhou grande fama mundial por prever eventos como o desastre nuclear de Chernobyl, a queda da União Soviética, a data precisa da morte do líder russo Josef Stalin e os ataques de 11 de setembro, continuam a ecoar globalmente. Mesmo após seu falecimento em 1996, as projeções da vidente e curandeira permanecem influentes.

Para o ano de 2024, Baba Vanga antecipou uma série de eventos sombrios, que incluem desde ataques terroristas na Europa até uma iminente crise econômica e ataques biológicos. Além disso, de acordo com o portal O Globo, a vidente teria previsto uma tentativa de assassinato contra o presidente russo Vladimir Putin.

A fonte destaca que a única profecia positiva, conforme relatado pela Sky History, destaca o aumento das descobertas na área da medicina.

2022

A vidente havia previsto que, devido ao aumento das temperaturas em 2022, grandes cidades enfrentariam secas, uma previsão que se concretizou. No ano passado, uma seca sem precedentes no Hemisfério Norte resultou em desertificação de áreas, rios secos, propagação de incêndios florestais e impactos econômicos locais. Naquela ocasião, especialistas já alertavam que esse cenário provavelmente se tornaria a norma nas próximas décadas.

Outra profecia para 2022 falava em "intensos surtos de inundações" na Austrália e Ásia. Na Austrália, a situação chegou ao ponto de o governo declarar emergência nacional em março devido às inundações. Essas enchentes resultaram na trágica perda de 22 vidas, enquanto milhares foram obrigadas a evacuar em Sydney devido às chuvas recordes na costa leste.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!