Notícias » Tecnologia

TikTok faz tentativas para banir vídeo impróprio de homem tirando a própria vida

O conteúdo foi criado no Facebook e acabou se espalhando em uma das plataformas mais populares da atualidade

Alana Sousa Publicado em 09/09/2020, às 12h30 - Atualizado às 12h32

Imagem meramente ilustrativa do logo do aplicativo
Imagem meramente ilustrativa do logo do aplicativo - Divulgação/Pixabay

Na noite do último domingo, 6, um vídeo que mostra o suicídio de um homem migrou do Facebook para o TikTok. Agora, a rede social tenta impedir a circulação do clipe, mas sem sucesso. Por outro lado, os usuários tentam se alertar sobre o perigo de se deparar com a cena trágica.

Em comunicado, o Tik Tik afirmou estar trabalhando para detectar e sinalizar os vídeos como impróprios. A mídia viola as políticas da rede social, tratando de um tema tão delicado como o suicídio, os esforços são para que o alcance da mídia diminua.

Para conter a reprodução do clipe, a plataforma está banindo contas que tentam compartilhar o conteúdo. Entretanto, usuários reclamam de que ainda é possível encontrar o material na página de descoberta da rede. “Se você assistir a um vídeo e ele começar com um homem com cabelo comprido e barba no telefone, role para longe dele tão rápido quanto você pode!”, escreveu uma pessoa para alertar seus seguidores.

Com cerca de 18 milhões de pessoas utilizando o aplicativo todos os dias, inclusive crianças, a empresa foi criticada pela sua ineficiência em lidar com o problema. Sendo que esta não é a primeira vez que um caso como este acontece. No início deste ano, um jovem transmitiu sua morte em um vídeo na plataforma; este que levou horas até que as autoridades fossem contatadas para derrubar o conteúdo.