Notícias » Ucrânia

Ucrânia diz que russos sequestraram prefeito de Melitopol

Manifestação pela liberdade de Fedorov foi realizada do lado de fora da prefeitura da cidade de Melitopol

Redação Publicado em 12/03/2022, às 09h18

Ivan Fedorov, prefeito ucraniano da cidade de Melitopol
Ivan Fedorov, prefeito ucraniano da cidade de Melitopol - Divulgação/ Governo russo

Na última sexta-feira, 11, Ivan Fedorov, prefeito ucraniano da cidade de Melitopol, no sudeste do país, foi supostamente visto em um vídeo que o mostrava sendo levado por um grupo de homens armados para fora de um prédio.

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia acusou os soldados russos em solo ucraniano de terem detido Fedorov após acusações de terrorismo realizadas pelo governo russo ao prefeito. Confira o vídeo!

A ação se comprovada poderá se configurar como sequestro e ser classificada também como crime de guerra, pois a tomada de civis durante a eventos como esse é proibida pelas Convenções de Genebra e o Protocolo Adicional.

A Rússia ainda não realizou nenhuma declaração sobre a acusação, no entanto, centenas moradores de Melitopol se reuniram hoje, 12, para uma manifestação pela liberdade de Fedorov do lado de fora da prefeitura da cidade.

Apesar da veracidade das imagens não ter sido comprovada, o assessor do ministro de Assuntos Internos da Ucrânia, Anton Gerashchenko, informou que 10 homens levaram o prefeito. Já Kyrylo Tymoshenko, vice-chefe do gabinete do presidente Volodymyr Zelensky realizou a publicação o vídeo.

Confira a declaração do governo ucraniano:

"A agressão armada da Federação Russa contra a Ucrânia é acompanhada por graves violações de normas e princípios do direito internacional, incluindo o direito internacional humanitário, crimes de guerra e crimes contra a humanidade, bem como outras violações de direitos humanos por parte dos militares russos.

Entre essas violações graves, está o sequestro do prefeito de Melitopol, Ivan Fedorov, em 11 de março, acusado pelo governo russo de "terrorismo". O sequestro do prefeito de Melitopol é classificado como crime de guerra sob as Convenções de Genebra e o Protocolo Adicional que proíbe a tomada de reféns civis durante a guerra.

Apelamos à comunidade internacional para que reaja imediatamente ao rapto de Ivan Fedorov e outros civis, e aumente a pressão sobre a Rússia para que ponha fim à sua guerra bárbara contra o povo ucraniano.

O sequestro do prefeito de Melitopol, juntamente com centenas de outros crimes de guerra cometidos por ocupantes russos em solo ucraniano, estão sendo cuidadosamente documentados pelas agências de aplicação da lei. Os perpetradores deste e de outros crimes serão levados à mais estrita responsabilidade.”