Notícias » Rússia

Voo russo é desviado para evitar colisão com "avião espião"

Segundo Moscou, uma aeronave da Otan teria forçado a alteração da rota

Redação Publicado em 06/12/2021, às 10h12

Vladimir Putin, o presidente russo
Vladimir Putin, o presidente russo - Getty Images

Autoridades da Rússia afirmaram no último domingo, 6, que uma verdadeira "catástrofe" foi evitada depois que um avião russo alterou sua rota para evitar uma colisão com uma aeronave espiã da Otan. O incidente teria ocorrido na manhã de sexta-feira, 3.

"Uma catástrofe foi evitada (...), mas isso não significa que os Estados Unidos e a Otan possam continuar a arriscar vidas impunemente", disse em nota a porta-voz de Moscou, Maria Zakharova.

Conforme informações da Agência Russa de Aviação Civil (Rosaviatsia), o avião espião "desceu de forma rápida", surpreendendo pilotos de um Airbus Aeroflot, que levava 142 pessoas de Tel Aviv para a capital russa.

"A direção e altitude do avião civil foram imediatamente alteradas", prosseguiu a Rosaviatsia em comunicado.

Segundo o UOL, a agência acrescentou que a tripulação da segunda aeronave não respondeu às mensagens dos controladores e que "o aumento da atividade de voos de aeronaves da Otan perto das fronteiras da Rússia (...) cria um risco de acidentes perigosos envolvendo aeronaves civis".