Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Indica / LIVROS

Prêmio Jabuti: 8 excelentes obras vencedoras do prêmio que valem a sua leitura

De Torto Arado a 1822, selecionamos algumas obras que foram agraciadas com o Prêmio Jabuti e que merecem um lugar na sua estante

Redação Publicado em 11/06/2024, às 16h30 - Atualizado em 13/06/2024, às 19h19

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
De Torto Arado a 1822, selecionamos algumas obras que foram agraciadas com o Prêmio Jabuti e que merecem um lugar na sua estante - Créditos: Reprodução/Mercado Livre
De Torto Arado a 1822, selecionamos algumas obras que foram agraciadas com o Prêmio Jabuti e que merecem um lugar na sua estante - Créditos: Reprodução/Mercado Livre

Adentrar no mundo da literatura premiada é como explorar um universo de histórias envolventes, escritas por mestres da palavra. O Prêmio Jabuti, reconhecido como um dos mais prestigiosos do país, celebra anualmente as obras que elevam a experiência da leitura.

Neste guia, apresentamos oito fascinantes vencedores do Prêmio Jabuti que merecem um lugar especial em sua estante. Prepare-se para mergulhar em narrativas que encantam, provocam reflexões profundas e capturam a essência da escrita excepcional.

Confira os livros:

1. Torto arado, de Itamar Vieira Junior (2019) - https://mercadolivre.com/sec/1VNntVE

No interior árido da Bahia, Bibiana e Belonísia, irmãs intrépidas, deparam-se com uma faca ancestral e enigmática escondida na mala sob a cama da avó. Um incidente transformador ocorre, entrelaçando irrevogavelmente seus destinos, de modo que uma se torna a voz da outra. Num enredo habilmente conduzido, permeado por uma prosa melódica, o romance narra uma saga de vida e morte, de lutas e redenção. Com maestria, a narrativa revela uma fusão épica e lírica, mesclando elementos realistas e mágicos, enquanto desvela, para além da trama, um potente elemento de resistência social.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

2. Por quem as panelas batem, de Antonio Prata (2022) - https://mercadolivre.com/sec/2esz5wM

A sagacidade e o humor perspicaz de Antonio Prata se destacam como bálsamo diante do caos político que permeia nosso cotidiano. "Por quem as panelas batem" reúne crônicas políticas veiculadas por Prata na Folha de S.Paulo de junho de 2013 até o final de 2021. Em seus escritos, o autor oferece uma perspectiva pessoal e subjetiva, refletindo sobre a complexidade do tecido social em que se encontra. Para além de sua habilidade única em desnudar as agruras da experiência contemporânea, Prata mantém uma militância persistente, defendendo a poesia do quotidiano e o potencial extraordinário da sociedade brasileira.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

3. Fim, de Fernanda Torres (2013) - https://mercadolivre.com/sec/2jcBtZD

Cinco amigos oriundos do Rio de Janeiro revisitam momentos marcantes de suas trajetórias: festas, uniões, separações, peculiaridades, inibições e remorsos. No entorno deles, desfilam mulheres com distintos perfis — neuróticas, amargas, sedutoras, despreocupadas, descartadas e resignadas. A trama inclui um padre em crise com sua vocação e uma variedade de personagens cariocas, fruto da aguçada capacidade de observação da autora. Embora permeadas por graça, sensualidade, sol e praia, as páginas de "Fim" também se revestem de resignação e são tingidas por uma camada de melancolia. A obra foi adaptada para a série homônima, lançada em 2023 no Globoplay.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

4. O Tempo e o Cão: a Atualidade das Depressões, de Maria Rita Kehl (2009) - https://mercadolivre.com/sec/2FZg4cm

A psicanalista e autora Maria Rita Kehl parte da premissa de que a depressão é um fenômeno social contemporâneo para elaborar os três ensaios que compõem o livro. Fundamentado em experiências e reflexões sobre o contato com pacientes depressivos, a obra aborda um tema amplamente discutido, porém pouco compreendido e, ainda menos, aceito nos dias atuais. Para explorar essa questão, Maria Rita realiza uma análise do lugar simbólico ocupado pela melancolia, desde os tempos da antiguidade clássica até meados do século XX, quando Freud transferiu esse significante do âmbito das representações estéticas para a esfera da clínica psicanalítica.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

5. 1822 - Edição comemorativa, de Laurentino Gomes (2022) - https://mercadolivre.com/sec/1NuYp3g

Esta obra, agora apresentada em uma edição expandida em celebração ao bicentenário da Independência, explora como, em 1822, o Brasil, enfrentando adversidades, logrou se estabelecer e consolidar por meio de uma notável combinação de elementos como sacrifício, acasos, improvisos e perspicácia das lideranças. Destaca-se o papel crucial desempenhado pelo mineralogista e educador José Bonifácio de Andrada e Silva. Em meio a um período de grandes aspirações e perigos, o país encontrou maneiras de se viabilizar.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

6. Cinzas do Norte, de Milton Hatoum (2023) - https://mercadolivre.com/sec/2owR1wy

A obra é uma imersão nos primeiros anos da ditadura militar no Brasil, na implantação da Zona Franca de Manaus e na criação do bairro da Cidade Nova, sendo retratados por meio da personagem Mundo e sua expressão artística. Além disso, aborda as relações conflitantes entre cultura e progresso, regionalismo e provençalismo, estudantes e militares. "Cinzas do Norte", terceiro romance de Milton Hatoum, é o relato de uma prolongada revolta e do esforço para compreendê-la.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

7. O clube dos jardineiros de fumaça, de Carol Bensimon (2017) - https://mercadolivre.com/sec/26665bk

Em meio a coníferas milenares, estradas sinuosas e falésias, a região californiana do Triângulo da Esmeralda se destaca como o epicentro da maior produção de maconha nos Estados Unidos. Nesse cenário, o jovem professor brasileiro Arthur busca reiniciar sua vida, deixando para trás os eventos que o levaram a sair de Porto Alegre. Gradualmente, ele se integra à dinâmica local e se envolve em uma narrativa que remonta à contracultura dos anos 1960 até os dias atuais. Ambientado na Califórnia e contextualizado pela descriminalização da maconha, "O Clube dos Jardineiros de Fumaça" oferece um retrato magistral da geração hippie.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

8. O alienista (Edição em quadrinhos), de Fábio Moon e Gabriel Bá (2022) - https://mercadolivre.com/sec/2mPC2hw

O eminente médico Simão Bacamarte é uma figura fria e impenetrável. Profundizando-se cada vez mais em seus estudos sobre a mente humana, ele embarca em uma investigação dos transtornos psíquicos em sua cidade natal, Itaguaí. Nesse contexto, Bacamarte estabelece a Casa Verde, um típico hospício do século XIX, recrutando indivíduos como cobaias para seus experimentos. Essa narrativa, adaptada com maestria para os quadrinhos, representa uma obra-prima de Machado de Assis e é a primeira história em quadrinhos a receber o prestigioso Prêmio Jabuti.

Créditos: Reprodução/Amazon
Créditos: Reprodução/Mercado Livre

+Saiba mais sobre as obras mencionadas por meio do Mercado Livre:

Torto arado, de Itamar Vieira Junior (2019) - https://mercadolivre.com/sec/1VNntVE
Por quem as panelas batem, de Antonio Prata (2022) - https://mercadolivre.com/sec/2esz5wM
Fim, de Fernanda Torres (2013) - https://mercadolivre.com/sec/2jcBtZD
O Tempo e o Cão: a Atualidade das Depressões, de Maria Rita Kehl (2009) - https://mercadolivre.com/sec/2FZg4cm
1822 - Edição comemorativa, de Laurentino Gomes (2022) - https://mercadolivre.com/sec/1NuYp3g
Cinzas do Norte, de Milton Hatoum (2023) - https://mercadolivre.com/sec/2owR1wy
O clube dos jardineiros de fumaça, de Carol Bensimon (2017) - https://mercadolivre.com/sec/26665bk
O alienista (Edição em quadrinhos), de Fábio Moon e Gabriel Bá (2022) - https://mercadolivre.com/sec/2mPC2hw

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data de publicação deste post, e a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.