Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Arte

As diferentes faces da verdade no clássico de Luigi Pirandello

Ambientada no século 20, a narrativa de ‘Assim é (se lhe parece)’ tem muito a ver com situações que vivemos em 2022

Redação Publicado em 06/02/2022, às 08h00

Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ voltamax
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ voltamax

O que uma peça de teatro representada pela primeira vez em 1917, na Itália, durante a Primeira Guerra Mundial, pode ter em comum com as situações cotidianas vividas em 2022? A resposta é: tudo. ‘Assim é (se lhe parece)’ é um melodrama burguês sobre a essência da verdade. Focado na obsessão dos personagens pela vida alheia, a obra encontra ecos nos dias atuais, especialmente na fixação pelas redes sociais.

Pirandello explora questões filosóficas fundamentais, colocando em xeque os conceitos de verdade e objetividade. Desde seu lançamento no século 20, inúmeras montagens da peça acumularam-se mundo afora — inclusive uma performance lendária do Teatro Brasileiro de Comédia, em 1953, com Cleide Yaconis e Paulo Autran, elogiada por Décio de Almeida Prado e vencedora do Prêmio Governador do Estado de São Paulo.

A obra, uma das principais manifestações da dramaturgia do século 20 chega novamente às livrarias do Brasil onze anos depois da primeira edição, com novo projeto gráfico criado para a coleção Luigi Pirandello na Tordesilhas Livros, que já conta com o e-book de 'Esta noite se improvisa'. A edição ainda apresenta bibliografia e cronologia sobre a vida do autor e posfácio do crítico e professor livre-docente na Unicamp, Alcir Pécora.

Capa da obra / Crédito: Divulgação/ Tordesilhas Livros

Um melodrama burguês

Por meio de diálogos ágeis e divertidos, Pirandello expõe a história de Frola, uma senhora que se muda para o prédio de uma família da burguesia italiana, os Agazzi, e se recusa a recebê-los, gesto que é encarado com indignação pelo senhor Agazzi.

Com o surgimento de Ponza, genro da velha e colega de repartição do senhor Agazzi, a revolta logo se torna perplexidade e curiosidade. Ponza se desculpa pela sogra e pede que todos tenham paciência, pois ela enlouqueceu com a morte da filha e agora está sob seus cuidados.

Pouco tempo depois, é Frola quem conta, de forma coerente, ser o genro quem se abalou mentalmente e agora acredita que a esposa está morta. Entre idas e vindas de ambos, a confusão de todos aumenta cada vez mais, beirando o desespero.

A mente por trás da obra

Luigi Pirandello nasceu na Sicília em 1867 e morreu em Roma em 1936. É considerado um dos mais importantes escritores do século XX e precursor do Teatro do Absurdo, que seria desenvolvido nos anos 1950. Participou ativamente da vida cultural italiana sob o domínio de Benito Mussolini, embora se recusasse a transmitir em suas obras qualquer mensagem relativa à sua posição política.

Doutor em Filologia pela Universidade de Bonn, Alemanha, com tese sobre o dialeto de sua cidade natal, revela grande preocupação linguística em sua obra literária, boa parte dela escrita no dialeto siciliano. Pelo seu trabalho como escritor e dramaturgo, Luigi Pirandello recebeu o Prêmio Nobel de Literatura de 1934.


+Confira a obra de Pirandello na Amazon Brasil:

Assim É (Se Lhe Parece), de Luigi Pirandello (2022) - https://amzn.to/3rofuSq

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W