Matérias » Brasil

Ministério da Economia autoriza venda do Edifício A Noite, antiga sede da Rádio Nacional

Localizado na Praça Mauá, o prédio passou a ser propriedade da União após dívidas da Companhia Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande

Wallacy Ferrari Publicado em 29/09/2020, às 11h03

Fotografia do edifício A Noite, na zona portuária do Rio de Janeiro
Fotografia do edifício A Noite, na zona portuária do Rio de Janeiro - Wikimedia Commons

O Ministério da Economia autorizou na manhã desta terça-feira, 29, a venda do Edifício Joseph Gire, popularmente conhecido como A Noite, localizado na Praça Mauá, na zona portuária da capital fluminense. O prédio tombado pelo IPHAN foi construído no final da década de 1929 e estava sem manutenção desde o deslocamento da sede do Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Com o mesmo arquiteto do Copacabana Palace, o edifício foi concluído em 1929, chegando a ser o mais alto da América Latina até 1934, após ser ultrapassado pelo Edifício Martinelli. Com 22 andares e 102 metros de altura, o prédio abrigou o extinto jornal A Noite e foi a sede da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, ocupando quatro andares.

O anúncio do leilão do edifício foi revelado em 7 de julho, inicialmente avaliado em R$ 90 milhões, ocorrendo virtualmente no mês de setembro. A autorização da venda foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. A administração do prédio era pautada por autoridades do Rio de Janeiro pelas dívidas e alto custo de restauração, dando preferência a venda.