Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Vitrine / Cultura

Obra analisa o teatro contemporâneo e seu diálogo com os dilemas da modernidade

"Ligeiro Deslocamento do Real" expõe uma análise da curadora, pesquisadora e produtora Andrea Caruso Saturtino sobre o teatro nos dias atuais

Rafaela Bertolini, sob a supervisão de Isabella Bisordi Publicado em 03/02/2022, às 16h15

Capa da obra "Ligeiro Deslocamento do Real" (2022) - Crédito: Reprodução / Sesc São Paulo
Capa da obra "Ligeiro Deslocamento do Real" (2022) - Crédito: Reprodução / Sesc São Paulo

A arte teatral carrega anos de histórias fantásticas que traçaram a história do mundo. No entanto, com a chegada dos tempos modernos, será que o teatro contemporâneo conseguiu acompanhar os dilemas da atualidade? A pesquisadora, artista, curandora e produtora de teatro, que atualmente está à frente da administração do Theatro Municipal de São Paulo, Andrea Caruso Saturtino, traz uma obra de análise da contemporâneidade do teatro.

Ao compreender a importância da arte para iluminar pespectivas não palpáveis da atualidade, Andrea procura analisar, em sua obra, como o teatro moderno ainda consegue incorporar discussões sobre questões atuais em uma época cheia de questionamento de valores e incertezas. Assim, ela investiga a relação do teatro com questões políticas, culturais e de novos contextos de realidade social.

Crédito: Reprodução / Sesc São Paulo
Crédito: Reprodução / Sesc São Paulo

Dividida em três seções, a obra "Ligeiro Deslocamento do Real" inicia-se com "utopia", onde ela se baseia no entendimento da produção de conhecimento em artes como uma constante renovação de linguagem. A seção ainda conta com análise de trabalhos da encenadora espanhola Angélica Liddell e do compositor alemão Heiner Goebbels.

Já a sua segunda sessão, chamada "Compartilhamento de Experiência", a autora compartilha a proposição do "teatro real", que envolve uma interação com o público através de um fato social da contemporaneidade. Ela ainda exemplifica-o ao trazer a peça Testigo de las ruinas dos irmãos Rolf e Heidi Abderhalden, que aborda a violência nos processos de renovação urbana na América Latina ao trazer um antigo bairro da capital colombiana para os palcos.

E por fim, a terceira e última sessão trata do uso de dispositivos e da ausência do ator em cena, com deslocamento do eixo central dos espetáculos para o público. Assim, ela analisa as obras do catalão Roger Bernat e do coletivo alemão Rimini Protokoll, uma vez que suas peças se assemelham a um jogo cheio de regras e suportes, onde o destino final depende apenas do público.

A obra será lançada pela Editora Sesc São Paulo no dia 4 de janeiro de 2022 e já pode ser adquirida em sua versão física através da Amazon.


+Saiba mais sobre "Ligeiro Deslocamento do Real" através da Amazon:

Ligeiro Deslocamento do Real: Experiência, Dispositivo e Utopia na Cena Contemporânea, de Andrea Caruso Saturnino (2022) - https://amzn.to/3gnAH8A

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W