Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Vitrine / Cultura

Obra ficcional coloca a resistência à caça de membros do Ku Klux Klan

"Ring Shout: O grito da liberdade" expõe as atrocidades do Ku Klux Klan e mostra a resistência reagindo contrao o grupo

Rafaela Bertolini, sob a supervisão de Isabella Bisordi Publicado em 20/05/2022, às 19h10

Capa da obra "Ring Shout: O Grito da Liberdade" (2022) - Crédito: Reprodução / Darkside
Capa da obra "Ring Shout: O Grito da Liberdade" (2022) - Crédito: Reprodução / Darkside

Nos Estados Unidos, os demônios usam capuz branco. O movimento Ku Klux Klan sempre defendeu o supremacismo e o nacionalismo branco, colocando-se contra tudo aquilo de foge de seus princípios e posicionando-se como um grupo de extrema-direita que tem seus ideais expressos através da violência.

Contudo, até os piores demônios podem morrer. É assim que se desenvolve o livro "Ring Shout: Grito de Liberdade", onde a resistência contra o grupo supremacista se arma com lâminas e bombas para caçar seus caçadores, acabando com seus ataques de uma vez por todas.

Crédito: Reprodução / Darkside
Crédito: Reprodução / Darkside

Ambientado no mundo histórico alternativo de Macon, Geórgia, no ano de 1922, a protagonista Maryse Boudreaux vende uísque contrabandeado durante a época da Lei Seca e luta contra os "Ku Kluxes" nas horas vagas. Com ajuda de sua espada mágica, cabeça cheia de histórias e na companhia de Sadie e Cordy, ela irá enfrentar esse mal recorrente e viajar entre esters universos para enfrentar pesadelos sobrenaturais e seus próprios demônios, a fim de tentar livrar o mundo do ódio que lhe assombra.

A obra de fantasia histórica foi escrita por P. Djèlí Clark, que já venceu diversos prêmios por conta de Ring Shout, e chega pela primeira vez ao Brasil pela Darkside Books. A edição brasileira conta com tradução de Bruno Ribeiro, autor do livro Porco de Raça, e texto complementar de Anne Quiangala, que é doutorando e mestra em teoria literária pela Universidade de Brasília.

Sendo uma história que busca as origens de uma luta que nunca terminou, a obra ganhará uma adaptação em série por Kasi Lemmons e Kiki Layne, que fizeram "Harriet" e "Se a Rua Beale Falasse" respectivamente.

O livro foi lançado no dia 10 de maio de 2022 e pode ser adquirido na sua versão física através da Amazon.


+Saiba mais sobre Ring Shout e outras obras relacionadas através da Amazon:

Ring Shout: Grito de Liberdade, de P. Djèlí Clark (2022) - https://amzn.to/3LA3jc1

Porco de Raça, de Bruno Ribeiro (2021) - https://amzn.to/3PxaiFU

Sociedade Secreta Ku Klux Klan, de Pedro Silva (2018) - https://amzn.to/3MtqDtf

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data de publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime - https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis - https://amzn.to/2yiDA7W