Curiosidades » Motocicletas

Conheça as 10 motos mais icônicas da História

Da revolução no design ao luxo: saiba mais sobre motocicletas que impactaram as linhas de produção

Isabela Barreiros Publicado em 03/11/2020, às 13h43 - Atualizado às 13h44

A 1960 Triumph T120 Bonneville
A 1960 Triumph T120 Bonneville - Wikimedia Commons

Quando Gottlieb Daimler e Wilhelm Maybach inventaram um veículo insólito feito em madeira, com apenas duas rodinhas frágeis e movido por motor a gasolina, não imaginavam que Daimler ganharia o título de “pai da motocicleta”, em 1885 – ainda que existam controvérsias.

Embora espetacular para época, a motocicleta existiu no imaginário até 1894, quando a Hildebrand & Wolfmüller, de Heinrich e Wilhelm Hildebrand, passou a ser produzida em massa com um design curioso. Desde então, inúmeros modelos ganharam vida.

Seja para facilitar a locomoção diante de uma rotina caótica, ou para passeios descontraídos aos finais de semana, o veículo de duas rodas revolucionou o mercado ao redor do mundo.

Se você se encaixa em qualquer uma dessas definições de piloto, que vêm se reinventando ao longo da história, sabe o quanto é importante curtir momentos de lazer com tranquilidade.

Por isso, a Porto Seguro Moto oferece os cuidados necessários e um serviço completo na cobertura das suas voltas de moto, com guincho ilimitado, cobertura para terceiros, colisão, incêndio, roubo, furto, assistência 24 horas, cobertura para acessórios e muitos outros benefícios exclusivos. Consulte o seu corretor em https://wwws.portoseguro.com.br/vendaonline/moto/home.ns

Pensando nisso, separamos algumas das relíquias que já marcaram diversos períodos históricos e até hoje despertam o interesse de colecionadores, atravessando gerações.

1. 1949 Harley-Davidson FL Hydra-Glide

Crédito: Divulgação

 

Essa é a moto que nunca saiu de moda. A aparência de ombros largos e a silhueta por excelência dos cruisers americanos fizeram com que ela tivesse um visual que é considerado atemporal. Foi a partir disso que começaram a surgir inúmeras imitações da motocicleta arquetípica, tanto dentro da Harley-Davidson quanto em outros locais muito distantes, como no Japão, algumas décadas depois.


2. 1960 Triumph T120 Bonneville

Crédito: Divulgação

 

Responsável por caracterizar o estilo clássico da moto britânica, a T120 Bonneville foi desenvolvida pela primeira vez em 1959, mas foi a versão 60’ que a tornou exemplar no Reino Unido. Essa versão definitiva tem o design de Edward Turner e é imponente, silenciosa e cromada. Importantes figuras já montaram a motocicleta, entre eles Bob Dylan, Paul Newman, Paul McCartney e Steve McQueen.


3. 1948 Vincent Black Shadow

Crédito: Wikimedia Commons

 

O maior impacto da Vincent foi seu design, que influenciou gerações de motocicletas. A empresa britânica Vincent Motorcycles ficou conhecida por isso: a revolução no design, principalmente, mas também por desenvolver uma excelente engenharia com motos de alto desempenho. Ela foi anunciada com uma velocidade máxima de 250 km/h e foi produzida pelo engenheiro australiano Phil Irving.


4. 1923 BMW R32

Crédito: Divulgação

 

Essa foi a primeira motocicleta produzida pela BMW sob o famoso nome da marca. Projetada pelo engenheiro de aeronaves Max Friz, ajudou a empresa a se estabelecer novamente, devido às dificuldades financeiras sofridas na Primeira Guerra Mundial. O design sólido do R32 se tornou base das motos mais populares da BMW até os dias de hoje, o que por si só já demonstra a importância da moto.


5. Honda VF750F V45 Interceptor 1983

Crédito: Divulgação

 

Essa motocicleta estava acompanhada de uma tecnologia radical para a época em que foi construída. A Honda Interceptor foi capaz de colocar em motos de rua uma tecnologia que anteriormente era apenas possível em pistas de corrida. Ela foi um best-seller imediato no Japão, sendo o primeiro repli-racer real do país, atraindo o público com a alta capacidade e um ótimo manuseio.


6. Honda CR250M Elsinore 1973

Crédito: Divulgação

 

Ela foi desenvolvida especialmente para corridas off-road, mas foi a mais cheia de truques, a mais confiável e barata de todas as produzidas pela Honda. Sua popularidade chegou no auge quando o ex-piloto de motocross estadunidense Gary Jones usou a CR250M para vencer o Campeonato de Motocross de 250cc da AMA de 1973. A vitória, considerada fácil, fez com que tanto a motocicleta quanto seus derivados passassem a ser objetos de desejo do público.


7. 1980 Honda GL1100 Goldwing Interstate

Crédito: Wikimedia Commons

 

O conceito Gold Wing da Honda foi responsável por criar o conceito de turismo de luxo: o mais moderno possível no período. Enquanto a GL1100 evoluía, todo o segmento de mercado acompanhava suas modificações, atualizando-se cada vez mais. Seu desempenho, conforto e estilo permanecem únicos ainda nos dias de hoje, exatos 40 anos depois da criação da motocicleta.


8. 1985 Suzuki GSX-R750

Crédito: Divulgação

 

Essa motocicleta demonstrou o que engenheiros estavam fazendo: inovando. Ela foi uma das primeiras a trazer as tecnologias vistas antes somente em pistas de corridas e com pilotos profissionais para as ruas, onde motociclistas comuns poderiam ter acesso a sua velocidade e modernização. Ela mudou o conceito de motos esportivas, que, antes do GSX-R750, eram máquinas quase rudimentares.


9. 1994 Ducati 916

Crédito: Divulgação

 

Podem até ter existido motocicletas mais rápidas, engenhosas ou inovadoras que a Ducati 916, mas muitos a consideram a mais bonita já produzida. A característica mais marcante da moto desenvolvida pelo projetista italiano Massimo Tamburini são seus faróis em um estilo de olhos de gato, com detalhes mecânicos combinados com um belo design. Ela com certeza foi a moto esportiva mais importante dos anos 1990 e continua com relevância ainda nos dias de hoje.


10. Yamaha RD400F Daytona Special 1979

Crédito: Divulgação

 

Na verdade, a Daytona Special deveria ser exatamente isso que estava inscrito em seu nome: um modelo especial. Yamaha pretendia comemorar o sucesso das corridas anteriores, então criou essa motocicleta. No final, ela se tornou um monumento às motos de 2 tempos, que foram responsáveis por definir uma época.