Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Griselda

Griselda: O escândalo do telefone é real?

Em nova série, Netflix mistura fato e ficção ao retratar a trajetória de Griselda Blanco, a 'rainha da cocaína'; entenda o escândalo do telefone

por Thiago Lincolins

tlincolins_colab@caras.com.br

Publicado em 30/01/2024, às 11h53 - Atualizado em 01/02/2024, às 20h28

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagens da série 'Griselda' - Divulgação/Netflix
Imagens da série 'Griselda' - Divulgação/Netflix

Nos Estados Unidos, entre os anos 70 e 80, uma mulher construiu um império de cocaína e mortes em Miami. Se trata de Griselda Blanco, conhecida como 'a madrinha'. Agora, sua trajetória de crimes é retratada em nova série da Netflix, que já ocupa o top 10 entre as produções mais assistidas entre os assinantes. 

"Inspirado em eventos reais, este drama fictício retrata a jornada de Griselda Blanco desde Medelín até se tornar a "Madrinha" do império do tráfico de drogas de Miami", explica a sinopse da Netflix. 

Alerta spoiler!

A série, assim como muitos filmes e séries baseados em fatos, mistura fato e ficção ao retratar eventos que marcaram a vida íntima e pública de Blanco. No final da série, por exemplo, o público confere o momento em que a 'rainha da cocaína' é capturada pelas autoridades. 

Presa por tráfico de drogas, as autoridades queriam impedir Blanco de não responder pelas mortes que marcaram a ascensão de seu comércio ilegal. Assim, perceberam que a melhor maneira de incriminar Griselda seria através do testemunho de Jorge Ayala, Rivi, capanga da traficante e responsável por assassinatos.

No entanto, o testemunho de Rivi foi comprometido no momento em que ele se envolve num escândalo com uma secretária do Gabinete do Procurador do Estado de Miami-Dade. Isso porque a profissional teve conversas telefônicas sexualmente explícitas com o capanga de Blanco, comprometendo o testemunho de Ayala.

A polêmica

O escândalo, de fato, aconteceu após a prisão de Griselda e Rivi. No entanto, envolveu mais de uma mulher. Em junho de 1998, o Tampa Bay Times informou que três secretárias foram demitidas por conversas telefônicas explícitas com Jorge Ayala, conhecido como Rivi.

Rivi na série 'Griselda' - Divulgação/Netflix

As investigações não revelaram nada criminoso, no entanto, Katherine Fernadez Rundle, então procuradora do estado de Miami-Dade, considerou as conversas explícitas indefensáveis. 

Outro ponto que também dificultou o caso é que Ayala seria testemunha contra Griselda e as secretárias envolvidas no escândalo tinham acesso aos arquivos dos promotores. Como resultado, o medo dos investigadores era que o caso contra Blanco acabasse comprometido.

Condenação

No final, o capanga de Griselda foracondenado por três assassinatos, incluindo a morte de Johnny Castro, uma criança de 2 anos. Ayala recebeu a pena deprisão perpétua e poderia tentar a liberdade condicional após 25 anos. 

A última atualização de seu caso ocorreu em 2013, há mais de 10 anos. Na ocasião, Rivi tentou a liberdade condicional ao citar um 'acordo de aperto de mão' feito com promotores em 1993, entretanto, não teve sucesso. O pedido foi negado e ele permanece preso, como mostra o Departamento de Correções da Flórida.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!