Curiosidades » Cultura

Obra memorável reúne versão original do diário de Anne Frank e documentos inéditos

Anne Frank: Obra reunida, lançada pela Editora Record apresenta edição definitiva do livro traduzido diretamente do holandês

Victória Gearini Publicado em 11/08/2020, às 15h05

Anne Frank, jovem judia morta durante o Holocausto
Anne Frank, jovem judia morta durante o Holocausto - Wikimedia Commons

Anne Frank é considerada uma das escritoras mais conhecidas e lidas do mundo, por ter relatado em seu diário todos os horrores da perseguição nazista contra os judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Anualmente, milhares de pessoas visitam a Anne Frank House, em Amsterdã, com o intuito de conhecer o Anexo Secreto, local em que a jovem judia se escondeu por anos, ao lado de sua família e conhecidos.  

[Colocar ALT]
Anne Frank: Obra reunida (2019) / Crédito: Divulgação / Editora Record

Em 1944, Anne Frank e todos os moradores do Anexo foram descobertos por tropas da SS, que os enviaram para o campo de concentração. Apenas Otto Frank, pai de Anne, sobreviveu ao Holocausto, e posteriormente publicou o diário da filha a fim de registrar todos os horrores cometidos pelos nazistas. 

Lançada em 2019 no Brasil, pela Editora Record, Anne Frank: Obra reunida, é um dos exemplares mais completos sobre a vida e diário da jovem judia. Pela primeira vez em um único volume de 976 páginas, é possível encontrar a edição do diário de Anne Frank traduzida diretamente do holandês. 

Considerada uma obra essencial para pesquisadores e para o público em geral, esta memorável edição contém todos os escritos de Anne Frank, entre eles a versão original e a editada pela própria autora, que pensava em um dia publicá-lo — infelizmente Anne morreu antes de ver seu sonho se tornar realidade. 

Além disso, neste volume, é possível encontrar imagens e documentos inéditos que ampliam os conhecimentos sobre este período histórico. Fotos da família Frank e dos outros moradores do Anexo também são apresentadas no decorrer da leitura, que inclui, ainda, diversos ensaios de historiadores, como A vida de Anne Frank, A história da família de Anne Frank e A história da recepção do diário.

Confira, abaixo, um trecho do livro disponível na Amazon, na sua versão física de capa dura e no Kindle:

“Em seu aniversário de 13 anos, em 12 de junho de 1942, em Amsterdã, Anne Frank recebeu um diário dos pais e começou a escrever cartas para Kitty, sua amiga imaginária.

Nas primeiras semanas, Anne escrevia seu diário em seu quarto no apartamento dos pais em Merwedeplein. No entanto, logo após seu aniversário, a família se escondeu em um anexo secreto com quatro outras pessoas para escapar dos nazistas. A princípio, Anne escrevia as cartas apenas para si mesma, mas, na primavera de 1944, ouvindo com sua família uma emissora de rádio estrangeira proibida, ela ouviu um ministro holandês exilado em Londres, Gerrit Bolkestein, sugerir a publicação, após a guerra, de diários e cartas que documentassem a ocupação alemã. Inspirada por essa transmissão, Anne decidiu publicar um romance intitulado Het Achterhuis (O Anexo) depois da guerra; seu diário seria a base do livro”.


+Saiba mais sobre esta e outras obras de Anne Frank disponíveis na Amazon:

Anne Frank: Obra reunida, de Anne Frank (2019) - https://amzn.to/3c2DPCU

O diário de Anne Frank, de Anne Frank (1995) - https://amzn.to/2JR6kqQ

O diário de Anne Frank em quadrinhos, de Ari Folman e David Polonsky (2017) - https://amzn.to/2VbgbgC

Tudo sobre Anne, de Casa de Anne Frank (2019) - https://amzn.to/39V3QSU

Anne Frank ― A biografia ilustrada, de Sid Jacobson (2017) - https://amzn.to/3aVlszl

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W