Notícias » Entretenimento

110 anos de Adoniran Barbosa serão comemorados com especial da TV Cultura

Através de filmes, shows e tributos, diversos artistas prestam uma bela homenagem ao pai do samba paulista

Pamela Malva Publicado em 19/08/2020, às 18h13

Fotografia do consagrado sambista Adoniran Barbosa
Fotografia do consagrado sambista Adoniran Barbosa - Divulgação

Nascido em Campinas pelo nome de João Rubinato, Adoniran Barbosa se consagrou o pai do samba paulista. Em homenagem à essa trajetória, os 110 anos do compositor serão comemorados com uma programação especial da TV Cultura até o fim de agosto.

Com participações especiais de artistas como Tobias da Vai-Vai, DJ Rafael Moraes, Rappin’ Hood e Sérgio Rosa, do Demônios da Garoa, a programação promete honrar o poeta do samba. No dia 22, por exemplo, o inédito programa Adonirando vai ao ar, às 22h15.

Em uma releitura do programa Ensaio, criado por Fernando Faro, com Adoniran, o especial promete uma viagem no tempo até 1972. Emocionante, o tributo reúne músicos do samba paulistano que, no palco, irão interpretar clássicos do icônico sambista.

Graça Braga cantando no especial Adonirando / Crédito: Divulgação/Marco Aurelio Olimpio

 

“Na voz de artistas que representam os quatro cantos da cidade, Adoniran nos ensina que sua obra continua sendo uma crônica perfeita de São Paulo e de sua gente”, explica Bento Andreato, um dos diretores do especial. “Adoniran mais vivo do que nunca!”

Além da homenagem, a TV Cultura ainda irá exibir o documentário Adoniran – Meu Nome é João Rubinato, no dia 29 de agosto. Através de imagens nunca vistas antes, o compositor e cantor paulistano, que faleceu em 1982, é redescoberto pelo público nesta produção de Pedro Serrano. Inétida na TV aberta, a obra será transmitida às 22h15.

Grupo Reduto e Salgadinho duranto o programa Adonirando / Crédito: Divulgação/Marco Aurelio Olimpio

 

Mais tarde na mesma noite, às 23h45, a emissora será preenchida pelo curta Dá Licença de Contar, com Paulo Miklos como Adoniran. Também inédito, o filme recria o universo das canções do sambista e insere o artista dentro da própria obra.

Entre os programas, a TV Cultura ainda separou programetes que serão exibidos até o dia 31. Com dois ou três minutos de duração, as peças provam que Adoniran continua vivo na memória e no cotidiano das pessoas em pleno ano de 2020. 

Nos vídeos, diversas imagens e pensamentos do mestre do samba se intercalam com situações bem atuais. Ainda mais, se relacionam com o público que não esquece a figura que aproximou para sempre o povo do universo do samba.